A Secretaria Municipal de Segurança, do titular Rogério Guedes, efetuou a compra de cinco fuzis calibre 5.56 para a Guarda Civil Municipal. A compra ocorreu através de inexigibilidade de licitação para se adquirir a marca Taurus. O custo chega a pouco mais de R$ 70 mil. Além disso, duas mil munições por quase R$ 18 mil. A medida atende à gestão implantada pelo vice-prefeito para ampliar o armamento da corporação visando mais segurança no patrulhamento diário.

Por outro lado, dentro do Poder Legislativo, houve críticas recentes à compra de novas motocicletas. Conforme a Farol JC repercutiu, foi necessária uma mudança no edital recente para se evitar direcionamento à marca de luxo BMW. Sabe-se que dentro da corporação houve indisposição com alguns dos vereadores envolvidos com essa pauta. Ainda sobre os fuzis, três instrutores fizeram curso de operação do equipamento, enquanto demais equipes do canil, rural e GAM deverão ser instruídas.

Segundo informações dos bastidores, o curso para instrução em tiro de fuzil pelos GCMs foi pago pelos próprios guardas. O curso foi realizado em Mairiporã (SP) para a formação de instrutores para a habilitação em armamento fuzil calibre 5.56 mm. O conteúdo programático do curso aborda as características da plataforma fuzil, montagem e desmontagem, manutenção preventiva, regras de segurança, fundamentos de tiro, posições de tiro, exercício de tiro em movimento.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Segurança:

Morre, aos 60 anos, o GCM Geraldo que lutava contra um câncer

Concluída 1ª etapa da obra na rotatória da Avenida 32