Uso de celular ao volante é considerado pelo Código de Trânsito infração gravíssima.

Uso de telefone ao volante por parte dos motoristas é motivo de preocupação

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, participa da campanha global “Maio Amarelo”, mês de Conscientização e Prevenção de Acidentes de Trânsito. De acordo com o Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga-SP), no primeiro trimestre de 2023 foram registrados 1.152 óbitos em decorrência de acidentes nas vias paulistas, nove a mais que no mesmo período do ano anterior.

Um dos principais pontos de atenção é sobre o uso dos telefones celulares por parte dos motoristas durante a condução de veículos em ruas e estradas. “Atendemos com bastante frequência casos de pessoas que se distraem no uso do celular e acabam cometendo ou sendo vítimas de acidentes de trânsito”, contou o coordenador do Pronto-Socorro do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Marcos de Camargo Leonhardt.

Classificada como infração gravíssima pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a multa por uso de celular ao volante é de R$ 293,47, além de resultar em sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A autuação pode ainda ser combinada com outro tipo de infração, a condução de veículo sem as duas mãos ao volante, que resulta em multa de R$ 130,16 e mais cinco pontos na carteira.

Mais em Segurança:

Homem é morto com golpes de foice no Distrito de Itapé

POLÍCIA: 21 metros de fios e cabos são furtados em Rio Claro