Nesta semana bairros periféricos de Rio Claro e outras cidades do estado de São Paulo apareceram com diversas faixas trazendo dizeres contra o presidente Jair Bolsonaro, candidato à reeleição, e Tarcísio de Freitas, candidato a governador. Na Cidade Azul, as faixas foram retiradas pela Guarda Civil Municipal na noite da última quinta-feira (27).

Vídeos que circulam nas redes sociais indicam os bairros Mãe Preta, Vila Verde, Paineiras, Panorama, Recanto Paraíso, Bonsucesso, Novo Wenzel e Bom Retiro como os locais onde os cartazes foram instalados.

As faixas retiradas pela GCM traziam os seguintes escritos: “Na nossa comunidade não!! Respeite as favelas. Fora Bolsonaro! Tchau Tarcísio!”.

Segundo Gustavo Barbosa, advogado e Chefe de Gabinete na Secretaria Municipal de Justiça, o que justifica a retirada dos adereços é que a legislação eleitoral veda propagandas políticas em espaço de uso comum e bens públicos.

O advogado ainda ressaltou que a situação não envolve qualquer tipo de censura e que a retirada das faixas foi uma ação que partiu da própria GCM, sem envolver uma ordem específica da Prefeitura: “Já tivemos outras situações semelhantes em outros momentos anteriores. A Guarda está ciente e orientada de como proceder nesses casos e, nesta situação, não foi uma ação que partiu da prefeitura”.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Política:

Maioria do eleitorado de Rio Claro possui ensino médio completo

Confirmada visita de Bolsonaro a Piracicaba neste sábado