Foto: Divulgação/PMRC

Amostras de micuins foram coletadas às margens do rio Corumbataí para análise

O Centro de Controle de Zoonoses de Rio Claro e a Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) realizaram na terça-feira (15) ações preventivas à febre maculosa no município. Técnicos da Sucen e do CCZ estiveram em área às margens do rio Corumbataí, próxima ao bairro Jardim Panorama, para realizar busca ativa de carrapatos. O local foi definido como de possível contágio de febre maculosa nos dois casos confirmados da doença no município neste ano.

Durante a ação foram coletadas ninfas de carrapato (micuins) para análise da Febre Maculosa Brasileira. Outras ações preventivas também vêm sendo realizada e incluem a sinalização do local e conscientização de profissionais de saúde e da população. Desde o início do ano o setor de Educação e Comunicação do CCZ tem aproveitado as reuniões semanais das equipes nas unidades de saúde da família para passar informações atualizadas às equipes de saúde sobre arboviroses (como a dengue) e febre maculosa.

A Vigilância Epidemiológica de Rio Claro alerta a população para que neste período, evite contato com qualquer área de mata, especialmente margens de córregos, rios e lagos, e locais com circulação de animais silvestres, capivaras e cavalos.

Mais em Dia a Dia:

Sobrevivente de Orpinelli refaz a vida e lança projeto

Chega às bancas a nova JC Magazine