A semana teve início com uma forte chuva atingindo a cidade de Rio Claro na tarde de ontem (4) e colocou a Defesa Civil em alerta. As equipes saíram às ruas para monitorar os principais pontos de alagamento. A Avenida Visconde e a Tancredo Neves viraram um rio. Enquanto alguns motoristas se arriscavam a atravessar, outros fizeram o certo, que foi aguardar. Quem conseguiu, desviou o caminho.

Teve também quem ousou e foi dar uma volta de jet sky. O vídeo postado nas redes sociais logo viralizou, gerando os mais diversos comentários: “Novo transporte em dia de chuva”, disse uma internauta. Já outra escreveu: “Podia transportar pessoas quando chove, cobrar por quarteirão”. Ainda na Visconde, mas no cruzamento na Rua 7, um automóvel ficou preso em um buraco no canteiro central em meio à correnteza. Já em outro ponto da tradicional avenida, um pedestre, que estava aguardando a água abaixar e levava consigo um violão, resolveu improvisar algumas canções para passar o tempo.

No Jardim São Paulo, ponto já conhecido e sinalizado como de alagamento, motorista de um caminhão foi tentar atravessar e acabou ficando ilhado. Por ali, o córrego Wenzel sempre transborda e é comum haver ocorrências. No pontilhão da Avenida Paulista, na região do Jardim Primavera, a água subiu tant,o que quase se igualou com a altura do local.

Região do Jardim São Paulo – caminhão ficou ilhado

Na Avenida 32, muita água também e o Lago Azul transbordou. Em contato com Guilherme Pizzirani, secretário de Turismo, a reportagem foi informada de que a chuva em nada afetou a decoração do Parque de Natal instalado no local: “Estávamos preparados para situações como essa, já que estamos em época de chuva. Por isso montamos uma estrutura reforçada e a visitação segue normalmente”.

“Registramos também queda de árvore no pontilhão do Santa Maria e alagamentos na Rua José Felício Castellano e na Avenida Presidente Kennedy. Foi um grande volume de chuva em pouco tempo. Pela nossa medição foram aproximadamente 72 milímetros”, declarou Danilo de Almeida, diretor da Defesa Civil de Rio Claro. No final da tarde, a Secretaria de Serviços já tinha cortado o pinheiro que havia caído e a via na região do Santa Maria foi liberada.

Relembre

O último temporal que afetou Rio Claro aconteceu no dia 19 de novembro e na oportunidade grandes estragos foram registrados. As chuvas de 80 mm, acompanhadas de ventos de quase 60 km/h, causaram, além do alagamento de vias públicas, algumas inundações em prédios públicos, como os do cemitério municipal, velório municipal e de escolas municipais. O Parque Lago Azul chegou a ser fechado para garantir a segurança dos frequentadores. As equipes da prefeitura executaram uma força-tarefa no dia seguinte que garantiram o restabelecimento da normalidade no dia a dia da cidade.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Esgoto: reparo interdita trecho da rua 04, no centro, nesta quarta (28)

Mutirão retira mais de 6 toneladas de possíveis criadouros de dengue

Caixa Federal lança concurso com mais de 4 mil vagas disponíveis