Maurício Bacci Junior, do Centro de Estudos de Insetos Sociais (Ceis), teve artigo publicado sobre o surgimento da nova espécie sem isolamento geográfico

Fabíola Cunha

Maurício Bacci Junior, do Centro de Estudos de Insetos Sociais (Ceis), teve artigo publicado sobre o surgimento da nova espécie sem isolamento geográfico
Maurício Bacci Junior, do Centro de Estudos de Insetos Sociais (Ceis), teve artigo publicado sobre o surgimento da nova espécie sem isolamento geográfico

O surgimento de novas espécies na natureza é associado ao isolamento geográfico, que separa populações de uma mesma espécie e acaba dando origem a novas. Mas aqui em Rio Claro pesquisadores descobriram uma formiga parasita inédita que surgiu sem esse isolamento, dentro do formigueiro de outro inseto já conhecido.

Esse fenômeno é conhecido como especiação simpátrica e os casos são raríssimos, segundo o pesquisador Maurício Bacci Junior, do Centro de Estudos de Insetos Sociais (Ceis) da Unesp, que avistou a formiga depois batizada como Mycocepurus castrator.

A castrator parasita a hospedeira Mycocepurus goeldii, que é comum em toda a América do Sul: “Normalmente, os parasitas surgem independentes e depois encontram e se hospedam em nosso organismo, mas nesse caso os parasitas surgiram dos hospedeiros. Seria como se déssemos origem a nossos próprios parasitas”, exemplifica.

O formigueiro onde foi encontrada a nova espécie, em 2004, estava dentro do campus da Unesp no bairro Bela Vista, próximo ao prédio da Ceis. Até agora a castrator não foi avistada em lugar algum do mundo.

Ele explica que a confirmação do surgimento da nova espécie dependeu de um trabalho conjunto com um taxonomista que atuava naquela época na Universidade de Austin, no Texas, entre outros pesquisadores do exterior.

Em 2010, foi publicado um artigo que confirmava a existência da nova espécie e o artigo mais recente, publicado há uma semana pela Current Biology, comprova que a castrator deriva de especiação simpátrica. Depois dessa descoberta, o pesquisador estuda agora como a formiga parasita de Rio Claro promove a castração social dos hospedeiros.

Ouça abaixo matéria sobre o assunto veiculada pela Rádio Excelsior Jovem Pan AM 1410 khz.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Programa combate lentidão na abertura de empresas

Brasil: número de mortes por ataques de cães cresce 27%