A família da garota Kemylly Mayara Pereira de 11 anos, internada há mais de 15 dias na UTI da Santa Casa, corre contra o tempo para conseguir uma transferência dela para um hospital fora de Rio Claro. Com sangramento nos ventrículos (hemorragia cerebral), a menina corre o risco de ter morte cefálica.

“O procedimento realizado tem nas cidades de Limeira, Ribeirão Preto e São Paulo, mas sempre o que ouvimos é que não tem vaga. Ela precisa ser transferida ainda hoje (10) pois o caso é muito grave e ela pode ter uma morte cefálica a qualquer momento”, diz a prima Michele Augusto. “Senhor prefeito, vereadores, imploramos por ajuda. É um caso de vida ou morte e estamos correndo contra o tempo. Ela é apenas uma criança”, desabafa Michele.

De acordo com a família, a criança passou por um procedimento cirúrgico logo que deu entrada no hospital há 15 dias atrás, onde foi necessário colocar um dreno na cabeça para drenar a secreção, devido o sangramento na cabeça que ocorreu durante aquela madrugada.

A criança se encontra em coma induzido e precisa urgente de uma cirurgia para conter a hemorragia.

Hemorragia Cerebral – Sintomas

Sintomas podem incluir dor de cabeça, fraqueza unilateral, vômitos, convulsões, diminuição do nível de consciência e rigidez no pescoço.


A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia: