Rio Claro realizou na quinta-feira (10) encontro intersetorial para promoção da equidade em saúde, com foco na saúde da população negra. Cerca de 120 pessoas participaram da atividade, que reuniu profissionais da Fundação Municipal de Saúde e estudantes da área de saúde.

“Por meio do conhecimento aprimoramos as ações desenvolvidas e promovemos melhorias importantes no serviço oferecido à população”, destaca Peterson Santilli, diretor administrativo da Fundação de Saúde, que representou Giulia Puttomatti, presidente da Fundação de Saúde.

Durante o encontro foram realizadas três palestras visando a reflexão sobre o tema e a qualificação das ações de atenção e cuidado, promoção da saúde e prevenção dos agravos. “Ampliando, assim, o acesso à saúde com qualidade, diminuindo as iniquidades, atendendo as diretrizes inscritas na política nacional de atenção integral à saúde da população negra”, comenta Marta Bianchi, que coordena a Seção de Educação em Saúde, Treinamento e Desenvolvimento (Sestd) da Fundação de Saúde.

As palestrantes foram Aparecida do Carmo Miranda Campos, assistente social da Unicamp, que falou sobre combate às iniquidades na saúde; Sheila Ventura coordenadora da Aprofe (Associação Pró-falcêmicos de São Paulo) e representante do Instituto Abayomi, que abordou a doença falciforme e as dificuldades de tratamento no SUS; e Ariane Laurindo, psicóloga, que palestrou sobre saúde mental da população negra.

A atividade foi realizada pela Fundação Municipal de Saúde, Assessoria de Direitos Raciais, Instituto Abayomi, Aprofe e Faculdade Anhanguera e teve apoio da empresa Móveis Moveleiro.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Prefeitura faz recapeamento em novo trecho do Cidade Jardim

Produtos da ceia de Natal sobem quase 10% no Brasil

Vacinação nesta sexta-feira é das 7h30 às 10h30