Energia recuperada em 2022 seria suficiente para abastecer 7.400 residências por um mês. Foto: Divulgação/Elektro.

A Neoenergia Elektro identificou e removeu 392 ligações com irregularidades no município de Rio Claro (SP) em 2022. No total, foram recuperados 1.5 milhões quilowatt/hora de energia, o que seria suficiente para abastecer 7.400 residências durante um mês. As fraudes foram identificadas em comércios e casas, principalmente, nos bairros: Centro, Jardim Res. das Palmeiras e Sobrado.

Para alcançar esse resultado, a distribuidora mobilizou mais de 200 profissionais, que realizaram 36 mil inspeções ao longo de 2022 nas cidades de atuação da concessionária. As ações de campo complementaram o trabalho de inteligência da empresa, que vem investindo em novas tecnologias e equipamentos para aumentar a assertividade das operações.

“A distribuidora adquiriu equipamentos que incrementaram o nosso poder de identificar, previamente, possíveis alvos com fraude. Realizamos, ainda, a substituição de 46 mil medidores, que ajudam a inibir a prática ilegal do furto de energia”, destaca o gerente de Gestão da Receita da Neoenergia Elektro, Robinson Delsin.

O furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro, com pena de até a oito anos de reclusão pela prática ilegal. Em 2022, a Neoenergia Elektro e as Polícias Civil e Militar realizaram 24 operações em conjunto, resultando na condução de 35 pessoas à delegacia. Os responsáveis pelas unidades flagradas com a fraude, mesmo que não estivessem no local no momento da inspeção, respondem a inquérito policial.

Prejuízos e denúncias

A distribuidora reforça que os “gatos” representam riscos para a segurança de quem os realiza e da população. Além disso, o furto de energia prejudica o fornecimento de energia da região, podendo causar graves problemas para a rede elétrica e ocasionar a interrupção do abastecimento.

Por isso é importante a denúncia de fraudes e furtos de energia. O apoio da comunidade é essencial para identificar os desvios e acionar a distribuidora. As denúncias são feitas de forma anônima através do telefone 0800 701 01 02.

Mais em Dia a Dia: