A cerimônia de diplomação dos eleitos para a Presidência da República nas Eleições 2022 ocorrerá às 14 horas desta segunda-feira, (12), no plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na solenidade, Luiz Inácio Lula da Silva e Geraldo Alckmin receberão os diplomas que os habilitam a tomar posse nos cargos de presidente e vice-presidente perante o Congresso Nacional.

A diplomação é uma cerimônia organizada pela Justiça Eleitoral para formalizar a escolha da pessoa eleita pela maioria das brasileiras e dos brasileiros nas urnas eletrônicas. Durante o evento, que marca o fim do processo eleitoral, serão entregues a Lula e a Alckmin os respectivos diplomas assinados pelo presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes.

A entrega dos documentos acontece após o término do pleito, a apuração dos votos e o vencimento dos prazos de questionamento e de processamento do resultado da votação.Toda a cerimônia seguirá as recomendações exigidas pelas autoridades sanitárias para garantir a segurança dos participantes.

A diplomação é o ato jurisdicional declaratório que atesta a condição de eleito a candidatos aos cargos. O diploma é documento indispensável para que eleitos tomem posse em 2023. No estado de São Paulo, o Tribunal Regional Eleitoral-TRE anunciou para a próxima quinta-fiera (19), a diplomação do eleito a governador, Tarcísio de Freitas (Republicanos) e do vice Felício Ramuth (PSD).

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Política:

Maioria do eleitorado de Rio Claro possui ensino médio completo

Confirmada visita de Bolsonaro a Piracicaba neste sábado