Trabalho desenvolvido através do SUS no Centro Especializado em Reabilitação “Princesa Victoria”, na Vila Cristina, acolhe famílias nos cuidados com o Transtorno do Espectro Autista. Mães se engajam e criam rede de apoio compartilhada

O Dia Mundial do Orgulho Autista é celebrado neste domingo, 18 de junho, para lembrar à sociedade da importância do diagnóstico Transtorno do Espectro Autista (TEA) para que o autista seja acolhido e receba a inclusão necessária na comunidade, garantindo-lhe qualidade de vida. A data é celebrada desde o ano de 2005 e estima-se que, somente no Brasil, cerca de 2 milhões de pessoas tenham algum grau de autismo. Em todo o mundo, o número é estimado pelas instituições em por volta de 70 milhões de pessoas.

Em Rio Claro, o Centro Especializado em Reabilitação “Princesa Victoria”, localizado na Rua José Felício Castellano, na Vila Cristina, é referência no serviço de acolhimento aos autistas de zero a 18 anos através do SUS (Sistema Único de Saúde). O trabalho desenvolvido fomenta as ações e políticas públicas da Fundação Municipal de Saúde para essa população. O serviço é multidisciplinar e envolve várias equipes especializadas. A unidade também é referência de atendimento de saúde para as deficiências física, auditiva, visual, além do TEA. Somente no primeiro quadrimestre deste ano foram realizados 10.819 atendimentos.

Mais em Dia a Dia: