Depósito da Yoki é fechado em Cordeirópolis e demite 65

219

Vivian Guilherme

Depósito da Yoki em Cordeirópolis (foto ilustrativa)
Depósito da Yoki em Cordeirópolis (foto ilustrativa)

Cerca de 65 funcionários foram demitidos do depósito da empresa Yoki, localizada no bairro de Cascalho em Cordeirópolis, no entroncamento da Rodovia Constante Peruchi e Anhanguera. Os funcionários teriam chegado para trabalhar na última segunda-feira (03) e foram informados do fechamento da empresa, que foi transferida para a cidade de Cajamar, na Grande São Paulo. A empresa emitiu nota informando que todos os funcionários foram desligados e que receberão todo o apoio necessário neste momento.

A General Mills – detentora da marca Yoki – é uma das empresas de alimentos líderes mundiais, que opera em mais de cem países. Entre suas marcas, estão: Cheerios, Fiber One, Häagen-Dazs, Nature Valley, Yoplait, Betty Crocker, Pillsbury, Green Giant, Old El Paso, Wanchai Ferry e Yoki.  No Brasil, atua nas categorias de pipocas, temperos, sopas, acompanhamentos, sobremesas, bebidas à base de soja, snacks, entre outros.   A sede está situada em Minneapolis, nos Estados Unidos. A General Mills teve no ano fiscal de 2013 um faturamento de US$ 17,8 bilhões.

Mais informações você confere na edição de sexta-feira (07) do JORNAL REGIONAL.

2 COMENTÁRIOS

  1. Lamentável!Desemprego para á cidade de Cordeirópolis mas ainda bem que foi “transferida” para Cajamar, na Grande São Paulo, e não “fechada” definitivamente!Sendo assim, continuará a gerar empregos,porém não mais por aqui!:(

    • Pois é, bom para eles né, Líderes Mundiais, operam em mais de cem Países, Faturam bilhões…Mas desde que o galpão saiu de Cordeirópolis que eles não pagam algumas empresas de transporte direito, e quem está sendo prejudicado é o humilde entregador que faz chegar a mercadoria até os clientes, tem gasto com combustível, pedágio, família que depende do dinheiro desses fretes que foram feitos, mas porém não pagos… até a presente data, nada… Indignadíssima!!!

Qual sua opinião? Deixe um comentário: