Rio Claro manteve por mais uma semana desaceleração no crescimento do número de casos de dengue em Rio Claro. Nesta semana o município teve nove confirmações, totalizando 1.032 casos. “Isso não quer dizer que podemos nos descuidar”, observa Maurício Monteiro, secretário de Saúde. “Para que os casos não voltem a subir rapidamente é importante que os criadouros sejam eliminados”, acrescenta Maurício.

As ações da Secretaria de Saúde no combate ao Aedes aegypti continuam sendo realizadas em todo o município, incluindo vistorias nas residências, nos pontos estratégicos e em imóveis especiais. “Também é realizada nebulização nos bairros onde há confirmações de casos”, comenta Diego Reis, chefe do Centro de Controle de Zoonoses. Além da dengue, o mosquito transmite zika vírus, chikungunya e febre amarela. O município não teve neste ano nenhum caso positivo destas doenças.

O descarte irregular de materiais é um dos fatores que propiciam a proliferação do mosquito. Para colaborar na eliminação de criadouros os rio-clarenses contam com coleta de lixo domiciliar em todos os bairros, seis ecopontos, coleta seletiva de lixo e serviço mensal de cata bagulho.

Mais em Dia a Dia:

Rio Claro teve três novos casos de Covid