DEM deixa plenário e Reforma é aprovada pela base governista do prefeito Altimari

60

Antonio Archangelo/Coluna PolítiKa

Servidores lotaram a penúltima sessão ordinária do ano no auditório da Associação Comercial e Industrial de Rio Claro
Servidores lotaram a penúltima sessão ordinária do ano no auditório da Associação Comercial e Industrial de Rio Claro

A base governista assegurou, em primeira discussão, a aprovação da chamada Reforma Administrativa da Prefeitura, Fundação de Saúde e Daae, em sessão ordinária realizada na segunda-feira, 8 de dezembro.

Os vereadores do Democratas – Juninho da Padaria e Geraldo Voluntário – se retiraram do plenário sob a alegação de que só votariam favoravelmente se 90% dos cargos políticos (cerca de 597) fossem ocupados por servidores efetivos. “Preferimos nos abster da votação, afinal, pelo plano de cargos e carreiras dos servidores, a população terá que pagar pelo loteamento da máquina pública com cargos políticos”, comentou Juninho da Padaria.

Já o vereador Geraldo Voluntário disse que espera pela aprovação de emendas encaminhadas que pretendem retirar 90% dos cargos comissionados, transformando-os em funções gratificadas, para evitar a nomeação de comissionados estranhos ao funcionalismo na máquina. “Nossas emendas não causam impacto e espero que sejam colocadas em votação para a segunda discussão”, exemplificou.

Os projetos também receberam críticas do vereador Dalberto Christofoletti, do PDT, mas este votou favorável a todos, exceto ao do Daae. O trabalhista mudou de opinião após ver seu pedido de vistas “naufragar” pela unidade da base governista. Paulo Guedes, do PSDB, se absteve somente no projeto do Daae e votou favorável a todos os outros projetos. Os vereadores Pereira (PTB) e Calixto (PRP), teoricamente da oposição, votaram favoráveis a todos os projetos da Reforma.

A previsão é que a segunda e última discussão do projeto deva acontecer no próximo dia 15, última sessão ordinária. No entanto, existe a intenção de que a demanda seja incluída na pauta da sessão extraordinária convocada para quinta-feira, 11 de dezembro, às 14 horas. Fazem parte da base governista: Maria do Carmo, João Zaine e Anderson, Agnelo, Raquel e Júlio Lopes.

1 COMENTÁRIO

  1. Mais uma vez o PT/PMDB partidos de estorias sordidas estão preocupados com o desemprego que pode atingir seus preferidos.esta reforma só se presta a isso.Em vez de os vereadores estarem preocupados com a gastança desnessessaria ,premiam gente desinteressada,desqualificada e sem comprometimento com a cidade e que, por fim,como gratidão vão se tornar doadores dos partidos que lhes presentearam.Ou nas proximas eleições votamos direito ou vamos ter de pagar esse bando, que só estão preocupados consigo e os amigos.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: