O ano de 2022 ficará para sempre marcado na lembrança da rio-clarense Isabel Baungartner, que completou recentemente 15 anos. Seu sonho sempre foi ter uma festa tradicional para comemorar a data: “Era uma vontade minha e esperei ansiosamente para que meus 15 anos chegassem. Comecei a planejar tudo junto com meus pais e sem dúvida o momento da dança, com a valsa, não poderia faltar. A princípio decidimos que faríamos um revezamento com meu avô, meu tio e meu pai, porém faltava algo”, conta a debutante.

Foi então que ela disse para a mãe que desejaria uma outra dança, desta vez com um príncipe, e sem pensar duas vezes fez a sua escolha: “Queria que fosse alguém com quem eu tivesse uma identidade e nada melhor para esse papel que o meu melhor amigo”.

Com a decisão tomada, ela procurou por Daniel Hoffmann de Lima, 16 anos, com quem tem uma convivência desde criança e fez o convite: “Quando ela perguntou se eu queria ser o príncipe dela, eu achei diferente, mas aceitei porque sem dúvida quem é deficiente pode fazer mais. É claro que bateu aquele nervosismo, porque era algo novo, totalmente fora das atividades do dia a dia, mas não impossível”, disse o príncipe, que atualmente está em uma cadeira de rodas por conta da batalha que enfrenta contra a Distrofia Muscular de Duchenne, uma doença degenerativa.

Sob a supervisão das mães-corujas e que se empenharam também para que tudo fosse inesquecível, Isabel e Daniel começaram a realizar ensaios antes do grande dia: “Chamamos a Gabriela Garcia, que foi responsável por ajudar na elaboração da coreografia, assistimos a vídeos juntos e nos ensaios vimos a superação dos dois. O Daniel em fazer os movimentos com a cadeira de rodas e a Isabel em saber dançar com um vestido que tem uma saia grande, toda rodada, uma roupa também com que ela não está acostumada a usar no dia a dia. Foi um aprendizado de ambos, cada um com suas dificuldades”, disse Carla Hoffmann, mãe de Daniel.

“A cada ensaio eles evoluíam muito. Eu particularmente, desde o primeiro momento que a minha filha disse que iria convidar o Daniel, dei a maior força. Em uma data especial como os 15 anos, nada mais justo que a minha filha tenha pessoas especiais ao lado dela, a família e os amigos. Ela e o Daniel sempre foram muito ligados desde pequenos e não poderia ter uma escolha melhor, independente se teriam dificuldades a serem superadas, de ambos. O que prevaleceu desde o momento do convite foi a amizade que construíram ao longo dos anos”, pontuou Priscila Pereira da Silva Baungartner, mãe de Isabel.

No grande dia, Isabel com um lindo vestido digno de uma princesa, com direito a coroa e tudo, foi recebida pelo seu príncipe Daniel em um smoking impecável. No meio do salão encantaram a todos os presentes com a performance e arrancaram aplausos, sorrisos e até algumas lágrimas de quem teve a oportunidade de ver de perto uma grande demonstração de amizade.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Prefeitura faz recapeamento em novo trecho do Cidade Jardim

Produtos da ceia de Natal sobem quase 10% no Brasil

Vacinação nesta sexta-feira é das 7h30 às 10h30