Além da captação, tratamento e abastecimento de água, o Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgoto) de Rio Claro também executa fundamental trabalho ambiental de recuperação, preservação e proteção das áreas dos mananciais, onde capta a água bruta para prestar este serviço para todo o município.

Na quinta-feira (4), o superintendente Sergio Ferreira, juntamente com o diretor do Departamento de Meio Ambiente, Rui Barbosa, receberam do Consórcio PCJ, nove mil sementes de 13 espécies diferentes de árvores nativas da Mata Atlântica e três mil saquinhos para apoio e produção de mudas no viveiro da autarquia. A ação faz parte do Programa de Proteção aos Mananciais (PPM) da entidade.

“Este é um importante trabalho desenvolvido pelo Daae como forma de garantir disponibilidade hídrica para a cidade e este programa do Consórcio PCJ é de fundamental importância, fortalecendo as nossas ações na cidade”, ressalta o superintendente da autarquia, Sergio Ferreira.

O Programa de Proteção aos Mananciais (PPM) tem como objetivo, dar suporte na produção de mudas nativas para atendimento aos projetos de reflorestamento aos municípios associados, além de fornecer insumos para incremento da produção dos viveiros, como a distribuição de mudas de diversas espécies e saquinhos para desenvolvê-las.

Após a entrega dos insumos, Jerry Willians Moraes e Jefferson Nogueira, da empresa JW Ambiental, que presta consultoria técnica ao PPM do Consórcio PCJ, visitaram o viveiro do Daae, que fica na Estação de Tratamento de Água (ETA 2), na estrada que liga o Distrito Industrial ao distrito de Ajapi.

“A estrutura do viveiro do Daae de Rio Claro é excelente e se destaca entre as cidades associadas”, elogia Jerry Willians Moraes, salientando que em 30 anos do projeto, mais de quatro milhões de árvores nativas foram plantadas, equivalente a cerca de 1.800 campos de futebol.

Localizado em uma área de aproximadamente 8 mil m², o viveiro do Daae foi totalmente reformado e revitalizado pela atual gestão. Possui duas estufas de produção e manutenção das mudas, além de equipamentos modernos e automatizados que geram economia no consumo de água e energia.

“Resgatamos o viveiro da autarquia, tornando possível a realização das ações em nossos mananciais”, destaca Rui Barbosa, diretor do Departamento de Meio Ambiente do Daae.

Atualmente, o viveiro do Daae possui cerca de 10 mil mudas de árvores nativas que são utilizadas em plantações em Áreas de Preservação Permanente (APPs) e em áreas rurais, localizadas no entorno de cursos d’água e nascentes, para proteger os recursos hídricos contra erosão e assoreamento.

Os interessados em aderir as ações ambientais do Daae devem ligar para o Departamento de Meio Ambiente da autarquia, no telefone 3531-5248, de segunda à sexta, em horário comercial.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Fim de semana com diversidade climática em Rio Claro

Alunos fazem passeata contra a dengue no Grande Cervezão