A estação mais quente chegou! Imagem: Getty Images/Free

Hoje, dia 21 de dezembro de 2022 exatamente às 18:41 UTC -3 (horário de Brasília), o Sol atinge, em seu movimento aparente pela esfera celeste, a máxima declinação sul em relação ao equador, valor da declinação de -23º26′ (menos vinte e três graus e vinte e seis minutos de arco), sendo o início da estação de verão para o hemisfério sul terrestre, o Solstício de Verão.

Imagem gerada no Stellarium Astronomy Software
Imagem gerada no Stellarium Astronomy Software.

O Fenômeno – Máxima Declinação Sul do Sol

Nesta data de 21 de dezembro de 2022, marca o início do verão para o hemisfério sul terrestre, é a data do Solstício de Verão (solstício, que do latim significa: sol que não se mexe, parado). Este é o dia em que a nossa estrela nasce e se põe no ponto mais afastado do equador, em direção ao Sul. A este afastamento, damos o nome de Máxima Declinação Sul, que tem o valor de 23,5º (23º27′ minutos de arco). No solstício de inverno, o Sol atinge a máxima declinação norte, estando então, no ponto mais afastado do equador, mas em direção ao norte.

Podemos resumir, então, que os Solstícios são pontos notáveis, em que o Sol em seu movimento aparente pela esfera celeste, atinge seu maior afastamento do equador. Neste fenômeno, temos o dia com insolação solar (dia claro) mais longo do ano, e o dia sem insolação solar (a noite) mais curta do ano, e que, quando é solstício de verão no hemisfério sul terrestre, é de inverno no hemisfério norte terrestre, é oposto.

Todo esse fenômeno é causado pela inclinação axial do eixo de rotação da Terra em relação a perpendicular ao plano da órbita em torno do Sol. No Solstício de 2022, o Sol nasceu às 05:23 horário de Brasília UTC -3, e teve seu ocaso às 18:54 horário de Brasília UTC -3, tendo o dia com insolação solar durando cerca de 13 horas e 31 minutos, muito mais que a metade do dia, que tem 12 horas aproximadamente, com referência de pesquisa deste efeméride a latitude de -22º e longitude de -47º (Rio Claro/SP).

A este dia, também podemos chamar o fenômeno de Verão Astronômico do Hemisfério Sul Terrestre, em que a duração do dia com insolação solar é o maior do ano, assim, no verão os dias são longos e as noites mais curtas, e, no inverno, as noites são longas, e os dias curtos.

Com a colaboração do astrônomo Fabrizzio Montezzo.

Tags: , , ,

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Gustavo entrega nova escola com 188 vagas para crianças

Falecimentos: confira a necrologia de 29/02/2024