A cidade de Santa Gertrudes amanheceu nessa sexta-feira (22) com uma notícia que entristeceu muitos moradores do município. O prédio que abrigou “A voz de Santa Gertrudes”, localizado na Praça Demerval da Fonseca Nevoeiro, entre as ruas 1 e 1-A, precisou ser demolido por conta de seu mau estado de conservação.

Em nota, a prefeitura municipal informou que a edificação onde funcionava o serviço de alto-falante estava com a infraestrutura comprometida e havia risco de desabamento.

A nota fala ainda que a constatação foi realizada através de laudo que apontou a necessidade de demolição do local tendo em vista a segurança da população.

A prefeitura lamentou ainda a ocorrência, mas destacou que a segurança de cada cidadão é prioridade.

“Um projeto para resgatar a memória do local já está sendo elaborado, contando inclusive com apoio e colaboração de pesquisadores da cidade”, informou a nota.

Durante participação no programa Giro de Sexta, do Grupo JC de Comunicação, o secretário de Cultura de Santa Gertrudes, Lázaro Maciel, falou sobre a importância de se resgatar a cultura local e também da preservação dos espaços públicos.

“O espaço precisou ser demolido por conta da segurança da população que por ali passa todos os dias, mas já existe um projeto e será construído um memorial em homenagem ao senhor Roque Arthur no espaço, a praça também passará por uma revitalização e isso será benéfico para toda população. Vale ressaltar a necessidade do cuidado com os espaços públicos sempre, a importância da conservação. Esse espaço ficou parado desde 2008, quando a ‘Voz’ cessou seu funcionamento, tocada por seu Roque e Olívio Milani”, aponta o secretário.

E o titular da pasta ainda faz um convite.

“O acervo do Museu Falante, projeto idealizado pela ex-secretária de Cultura, Letícia Tonon, está exposto atualmente na Câmara Municipal. É uma forma de revivermos nossas memórias e prestigiarmos o trabalho da população. A entrada é gratuita e a população pode visitá-lo, além de assistir a ‘O Bilhete’ e também ‘A Voz’, que abrangem todo o trabalho, e também o espetáculo ‘Pé Vermelho ao Céu’, no dia 21, às 9 horas, na Estação”, completa.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Fim de semana com diversidade climática em Rio Claro

Alunos fazem passeata contra a dengue no Grande Cervezão