Carbinatti fala sobre Mundial na China

58

Matheus Pezzotti

O rio-clarense Carlos Carbinatti Junior durante treino no Centro Paralímpico da China, em Pequim, em preparação para o Mundial, do qual foi eliminado nas quartas de final, ficando em 10º lugar (Foto: Fran Camargo)
O rio-clarense Carlos Carbinatti Junior durante treino no Centro Paralímpico da China, em Pequim, em preparação para o Mundial, do qual foi eliminado nas quartas de final, ficando em 10º lugar (Foto: Fran Camargo)

Depois de conquistar o Campeonato Brasileiro pela sexta vez, quinta consecutiva, no final do mês de maio, o mesatenista paralímpico rio-clarense Carlos Carbinatti Junior disputou, dos dias 8 a 15 de setembro, o Campeonato Mundial Paralímpico em Pequim, na China.

Na ocasião, reuniram-se os 18 melhores mesatenistas de cada categoria e o rio-clarense, que atualmente é o 16º colocado no ranking mundial na Classe 10, disputou também pelo fato de ter conquistado o bicampeonato Pan-Americano no ano passado.

Na fase de grupos, enfrentou o polonês Patryk Chojnowski, atual campeão europeu e paralímpico, mas acabou derrotado por 3 sets a 0 e, depois, Mohamad Azwar Bakar, da Malásia, quando venceu por 3 sets a 1. Nas quartas de final, os 12 melhores se classificaram e, por sorteiro, Carbinatti enfrentou o chinês Weijie Kong. Apesar de ser o 12º do mundo, o chinês o superou por 3 sets a 0, chegando até a semifinal. O campeão foi o polonês Patryk Chojnowski, confirmando o favoritismo.

“Eu tinha como objetivo passar da primeira fase, já que no primeiro Mundial que disputei, em 2010, na Coreia do Sul, não tive nenhum resultado expressivo, não passando da fase de grupos. Dessa vez, eu cheguei até as quartas de final e consegui, na classificação geral, ser o 10º do mundo. Foi uma preparação muito boa visando os Jogos Paralímpicos do Rio em 2016. Estamos no caminho certo e espero que nos campeonatos futuros eu tenha resultados melhores, mas particularmente estou feliz com o resultado”, diz Carbinatti.

Com a parceria entre o Ministério do Esporte, CBTM (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa) e a Fran TT Training Center, o Projeto Paralímpico Andantes existe desde março de 2013 e conta com a participação de mesatenistas selecionados para o Programa Paralimpíada Rio 2016, como Carlos Carbinatti.

O trabalho desenvolvido no Centro de Treinamento da Fran TT, em Piracicaba, conta com sede para treinamentos diários em dois períodos, acompanhamento de equipe multidisciplinar e alojamento com refeições para os atletas do projeto, que é coordenado por Francisco Camargo e está sob a supervisão técnica de Paulo César Camargo e Edson Boro Rodrigues.

Depois da disputa no Mundial, o rio-clarense retornou aos treinos na última segunda-feira (22), cinco dias por semana, divididos em seis horas de mesa de treinamento tático, uma de musculação e preparação física e uma de fisioterapia.

“Levei um ano para me adaptar à rotina e acho que psicologicamente e fisicamente estou cada vez melhor. Hoje estou com 30 anos, tenho uma boa experiência, já que comecei aos 14 anos e estou em uma idade muito boa para competir em alto nível no paralímpico. Para jogar bem, você precisa no mínimo de cinco anos de treino e, como tenho uma bagagem grande, isso me ajuda muito nas competições representando o Brasil atualmente”, finaliza.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: