É estável mas inspira cuidados o caso do cachorro de nome Torque que foi atacado na última semana por uma onça em um sítio entre Cascalho e Cordeirópolis.

“O animal teve uma dilaceração na face que pegou desde a parte respiratória, enfim toda a narina. Fiz uma primeira cirurgia reparadora, mas acredito que o cachorro terá que ficar no mínimo entre 30 a 40 dias conosco”, disse a veterinária Daniela Silva, que prontamente se disponibilizou a ajudar os donos do animal que estavam desesperados com a situação por serem humildes e não terem condições de arcar com os custos médicos, que a princípio acredita-se que vão girar em torno de seis a sete mil reais.

Ajuda

Por isso uma campanha está sendo feita para aqueles que puderem doar qualquer quantia. O telefone da Clínica Vila dos Bichos, que fica na Rua 3-A, número 910, Vila Alemã (Rio Claro), é o 3532-8796 / 98176-0401 (horário comercial).

O caso

De acordo com o produtor rural Emílio Cerri, que ajudou no resgate do cachorro, os donos da propriedade onde aconteceu o ataque afirmaram que a onça tem rondado o lugar: “Pelo que eles me passaram, outros animais como bezerros já foram atacados por essa onça que inclusive foi vista pelos moradores. Eu nunca tinha visto nada parecido com o aconteceu com este cachorro. A mordida da onça chegou a quebrar o osso do cão. Por sorte a veterinária o acolheu e está cuidando muito bem dele. Vamos torcer pela recuperação e ajuda da população”.

Animal já passou por um primeiro procedimento cirúrgico para reconstruir a face que foi dilacerada pelo ataque de onça em área rural entre Cascalho e Cordeirópolis

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Falecimentos: confira a necrologia de 07/02/2023

Família faz campanha para custear tratamento de criança nos EUA