Risco aumenta para os ciclistas, que dividem o espaço com outros veículos, sem uma faixa exclusiva

Adriel Arvolea

Risco aumenta para os ciclistas, que dividem o espaço com outros veículos, sem uma faixa exclusiva
Risco aumenta para os ciclistas, que dividem o espaço com outros veículos, sem uma faixa exclusiva

Buraco, mato, ausência de acostamento ou calçadas são problemas apontados por moradores e usuários da Estrada Municipal do Sobrado, região do Grande Cervezão, que liga a cidade à zona rural. O excesso de velocidade é outra situação apontada.

O acesso corta residências, empresas e sítios. Desta forma, tem tráfego intenso de bicicletas, carros, motos e caminhões. Sem mecanismos que disciplinem o trânsito, condutores cometem infrações sem que haja punição ou recursos que reforcem a segurança.

Na opinião do aposentado João Lima Costa, que utiliza a estrada diariamente, está perigoso utilizar a via. “Como faço ‘bicos’ num sítio, passo por aqui todos os dias. Faço o caminho de bicicleta, o que é arriscado. Os motoristas não respeitam e não há ciclofaixa ou acostamento para que possamos transitar com tranquilidade”, comenta Costa.

Além disso, o fluxo de pessoas cresceu naquela região. Em novembro de 2011, foram entregues os apartamentos do Residencial Quirino. São mais 144 famílias morando no conjunto habitacional construído na Estrada do Sobrado. “A população cresceu nas imediações e a infraestrutura viária não acompanhou a expansão. Não adianta só construir casas, tem-se que pensar no todo”, observa.

A reivindicação da comunidade é para que sejam feitas melhorias no acesso, a fim de oferecer segurança a pedestres e motoristas, reduzindo, assim, os riscos de acidente no trânsito. A iluminação pública é, ainda, alvo de reclamações. “À noite, fica ainda mais perigoso transitar pela estrada. A luz é fraca e não garante segurança para quem está a pé ou se locomovendo por outro meio“, reforça.

A Secretaria de Mobilidade Urbana e Sistema Viário informa que executou na semana passada intervenção viária na primeira rua do Residencial Regina Picelli com a Rua do Sobrado, como a pintura da sinalização de solo, demarcação de divisória de pista e instalação de placas de trânsito.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Rio Claro confirma primeiro caso de dengue neste ano

Acidentes são registrados e motoristas apontam causa