O fechamento do banco de sangue da Santa Casa de Misericórdia de Rio Claro, na última segunda-feira (21), continua gerando críticas e pressão na Câmara Municipal. Já na semana passada, quando o JC trouxe a informação, o vereador Serginho Carnevale (União Brasil) teve um requerimento da sua autoria aprovado por todos demais parlamentares em que faz questionamentos quanto à iniciativa do hospital. Já na última segunda, mesmo dia em que o banco de sangue encerrou suas atividades, novamente um novo questionamento do legislador trouxe mais debates.

“Segundo informações que tenho, são mais de seis horas para enviar um banco de sangue para cá. Como vai ficar a situação de pacientes internados na Santa Casa? A gente vai pedir para as pessoas irem para Campinas? Piracicaba?”, indagou o vereador. Conforme reportagem do JC, a partir de agora a instituição passou a contar com um convênio com a Unicamp, que será responsável pelo fornecimento de sangue para a Santa Casa de Rio Claro.

O espaço onde hoje funciona a captação do banco de sangue será desativado e um estudo está sendo realizado para a ampliação do setor de Oncologia. As medidas estão ligadas a todas as movimentações da Santa Casa de Rio Claro, que inclui a gestão do Setor de Urgência e Emergência Nossa Senhora de Lourdes, antigo PSMI. “Temos que nos concentrar na gestão e estabelecer parcerias de alto nível que garantam a mesma qualidade do nosso serviço, e realocar espaços e verba para outras ações necessárias que trarão ainda mais qualidade de atendimento para a população”, explica o hospital.

Diante da explicação da Santa Casa, Carnevale insiste que “pacientes oncológicos e que fazem radioterapia também precisam de bolsa de sangue. Se for para fazer economia, talvez seria o último lugar que a Santa Casa deveria [fechar]. Aguardo ansiosamente essa lisura e sensibilidade com esta Casa, já que, quando é para pedir a nossa ajuda, todos vêm aqui. Nada mais justo que essa Casa seja respondida”, acrescentou se referindo ao requerimento protocolado.

Convênio

Santa Casa de Rio Claro assinou parceria com a Unicamp para o Serviço de Hemoterapia com fornecimento de sangue.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Política:

Maioria do eleitorado de Rio Claro possui ensino médio completo

Confirmada visita de Bolsonaro a Piracicaba neste sábado