Na foto, soldado Tarrossi (à esquerda) e soldado Mendes (à direita). Eles atuam em Rio Claro e estão realizando o curso em Franco de Rocha

O avanço da tecnologia trouxe novas e atuais configurações para as edificações que estão cada vez mais modernas diante de um público exigente.

Paralelo a isso, o que se vê é a diversidade de materiais que compõem os móveis que decoram essas residências. No entanto, essas mudanças trouxeram problemas como a velocidade de propagação de incêndios, pois esses móveis são compostos por grande quantidade de espumas e outros materiais sintéticos, propiciando aos bombeiros um grande risco no atendimento dessas ocorrências em detrimento dos incêndios antigos, quando os móveis eram feitos de madeira maciça e fibras naturais.

Diante disso, o Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo permanece na busca constante das atualizações, materiais e técnicas modernas de combate às chamas. No último dia 5 de outubro, teve início na Escola Superior de Bombeiros (ESB) o Curso de Instrutor de Combate a Incêndio Estrutural, que visa formar profissionais que irão entender os fenômenos que podem ocorrer durante o atendimento desse tipo de ocorrência que gera grande risco de morte aos bombeiros, que irão multiplicar as novas técnicas aprendidas. São 25 profissionais bombeiros do Estado que foram rigorosamente selecionados, dentre eles dois militares da Corporação de Rio Claro.

Publicidade

O soldado Mendes e o soldado Tarrossi, que compõem a Prontidão Azul do Corpo de Bombeiros de Rio Claro, terão quatro semanas intensas de treinamento que envolverá teorias e práticas de incêndio em contêineres e serão especialistas e multiplicadores das novas técnicas e procedimentos de combate aos incêndios modernos.

“É muito importante para nós, bombeiros, estarmos atualizados com as novas formas de combate aos incêndios modernos, para que possamos melhor combatê-los e para que possamos estar mais atentos quanto aos riscos e perigos que encontraremos nesses sinistros”, relata o soldado Mendes.

“Não só nossa corporação, mas a cidade de Rio Claro e a região ganham com nossa participação nesse curso”, disse Tarrossi.

Em fevereiro deste ano, os bombeiros da Prontidão Azul de Rio Claro atenderam um incêndio no condomínio residencial Quebec. “Quando eles chegaram, havia incêndio num apartamento térreo que gerou muita fumaça para todos os demais pavimentos, não dando tempo para que os moradores saíssem em segurança. Os bombeiros entraram, dentre eles os próprios soldados Mendes e Tarrossi, devidamente paramentados com os equipamentos de proteção individual e respiratório, e retiraram quatro vítimas inconscientes. O trabalho da equipe nesse dia foi de fundamental importância para terem salvado essas pessoas”, comentou o comandante do Posto de Bombeiros de Rio Claro, tenente Fabio Giovani, que fez o curso no ano passado e é Instrutor de Combate a Incêndio.

Mais em Segurança: