Divulgação

2014-11-08-ATRA__ESMARCAMACHEGADADOPAPAIN.jpg
Visitas ocorrem até 23 de dezembro

As crianças têm um compromisso no Shopping Rio Claro neste dia 9 de novembro. É que o Papai Noel chegará às 15h de helicóptero no estacionamento no Shopping, para alegrar e iluminar o Natal da cidade. Para receber essa visita muito especial, haverá uma festa com ‘perna de pau’, malabaristas, brinquedos infláveis, algodão-doce, piscina de bolinha, pula-pula, e a peça teatral Alice no País das Maravilhas. Uma banda vai animar a festa, que ocorre das 13h às 17h.

Todos os anos, a chegada do Papai Noel é um dos eventos mais disputados do Shopping Rio Claro, atraindo crianças, pais, idosos e todos os que amam essa figura tão emblemática de nossas infâncias.

A expectativa da administração do Shopping é de superar o número de visitantes do ano passado. Para isso, foram organizadas várias atrações ao longo de novembro e dezembro, além da tradicional Campanha de Natal e decoração natalina, cujo tema deste ano será Alice no País das Maravilhas. Além da tradicional árvore de 6 metros na Praça de Alimentação, também haverá um papai-noel de 8 metros de altura, um dos maiores papais-noéis indoor do mundo.

A figura popular do homem que mora no polo norte e traz presentes para todas as crianças embala os sonhos e a alegria da criançada. “A proposta do Shopping Rio Claro é sempre a de conduzir os festejos natalinos pelo lado lúdico e animar as crianças que nos visitam durante todo o período que antecede ao Natal, além de relembrar o espírito de união e fraternidade entre as pessoas”, diz o gerente-geral Reinaldo Lopes Moreira.

O Papai Noel receberá as crianças de 9 de novembro a 23 de dezembro, na Praça de Eventos, onde será montado o seu trono, de segunda a sábado, das 14h às 22h e, aos domingos e feriados, das 13h às 19h.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Programa combate lentidão na abertura de empresas

Brasil: número de mortes por ataques de cães cresce 27%