Daniel Carvalho/ Folhapress

Assessor especial da Presidência da República, Arthur Weintraub divulgou vídeo ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta terça-feira (15), para informar que está deixando o governo para assumir um posto na OEA (Organização dos Estados Americanos), em Washington, nos Estados Unidos.
“Ao melhor presidente, um até breve. Não é um adeus”, escreveu na publicação.
No vídeo, Arthur diz que está triste por deixar o cargo.
“Estou indo para a OEA num cargo de direito, na área de direito. Conversei com o presidente desde o começo”, disse Arthur.
Bolsonaro disse que o assessor estava ao seu lado desde antes da eleição presidencial de 2018, junto com Abraham Weintraub, irmão de Arthur e ex-ministro da Educação que deixou o Brasil às pressas e ganhou um cargo no Banco Mundial, nos Estados Unidos.
“Dois anos antes das eleições, o Arthur e seu irmão acreditaram na gente”, disse Bolsonaro. “Ele teve participação muito grande naquilo que fazemos hoje em dia”, afirmou o presidente.
Bolsonaro se disse aberto ao retorno do auxiliar.
“Quando quiser retornar, as portas estão abertas”, afirmou.
Procurada para informar qual cargo Arthur Weintraub ocupará, a OEA não respondeu até a publicação desta reportagem.
Arthur e Abraham morarão na mesma cidade. Ambos eram criticados por auxiliares militares do presidente por estimular a radicalização do discurso de Bolsonaro.
“Vou rever meu irmãozinho! Finalmente ele está chegando!”, comemorou o ex-ministro em uma rede social.

Mais em Dia a Dia:

Rio Claro tem 4.661 casos de Covid-19 e 135 óbitos

‘Meu segundo lar’, fala motorista de caminhão