As pessoas atendidas aguardavam pelo procedimento cirúrgico e já foram comunicadas do agendamento. O atendimento será no Centro de Especialidades e Apoio Diagnóstico (Cead).

A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro divulgou nesta sexta-feira (1) que o total de pacientes que participará do terceiro mutirão de cirurgias de catarata foi ampliado de 670 para 730. Neste sábado (2) o município realiza as avaliações pré-cirúrgicas e a expectativa é que as cirurgias sejam realizadas no mês que vem. As pessoas atendidas aguardavam pelo procedimento cirúrgico e já foram comunicadas do agendamento. O atendimento será no Centro de Especialidades e Apoio Diagnóstico (Cead).

“Será o terceiro mutirão de cirurgias oftalmológicas que realizamos em pouco mais de um ano”, destaca o prefeito Gustavo, reforçando que a saúde é uma das prioridades da administração municipal. Nos dois mutirões anteriores foram realizadas cerca de 700 cirurgias.

Para passar pela cirurgia é indispensável que os pacientes compareçam à avaliação prévia. “Nesse atendimento o cirurgião irá realizar alguns exames oftalmológicos e avaliar clinicamente se o paciente está apto para o procedimento cirúrgico, além de identificar o grau da lente que será necessária para o paciente”, explica Débora Mota Tavares, que coordena o setor de Especialidades da Fundação de Saúde.

A catarata é uma doença que compromete a visão, deixando-a opaca. “Na cirurgia é feita a retirada do cristalino opaco e a introdução de uma lente intraocular, o que representa grande ganho para a visão do paciente”, explica o médico Marco Aurélio Mestrinel, presidente da Fundação de Saúde.

Em primeira etapa os pacientes passarão por cirurgia em um dos olhos e, posteriormente, será feito o agendamento para o procedimento no segundo olho dos pacientes que tiverem essa necessidade.

Esse mutirão de cirurgias de catarata é resultado de parceria entre a Fundação Municipal de Saúde, governo estadual e Santa Casa de Misericórdia de Rio Claro. A ação também conta com investimentos de R$ 1,2 milhão, que são de emendas parlamentares dos deputados estaduais Delegado Olim e Alex de Madureira, conseguidos a partir de articulação dos vereadores Julinho Lopes e Diego Gonzalez.

Mais em Dia a Dia: