SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O nome do artista brasileiro Romero Britto, 56, se tornou um dos assuntos principais na madrugada desta sexta-feira (14). Isso porque um vídeo que circula na web mostra uma mulher norte-americana, a qual não teve a identidade revelada, quebrando uma obra de arte do pintor na frente dele.

A filmagem compartilhada por Faye Pindell, uma funcionária da galeria de Britto em Miami (Flórida), em sua conta no TikTok na qual captura o momento em que uma mulher se revolta e joga a peça. De acordo com o site de Romero Bitto, a obra que aparece na imagem é avaliada em US$ 4.800 (R4 25,9 mil) – a versão em miniatura custa US$ 360 (R$ 1.940).

“Nunca vá a um restaurante meu e ofenda um funcionário, mas nunca”, diz ela, antes de jogar a peça. Após o vídeo viralizar, Pindell gravou um novo vídeo em sua conta no TikTok em que explicou o ocorrido. Segundo ela, a mulher que quebrou a obra de Romero Britto é gerente de um restaurante e teve seus funcionários desrespeitados pelo pintor.

Publicidade

Na web, o assunto virou um dos principais tópicos no Twitter. Internautas reagiram ao momento inusitado e fizeram diversos memes da situação. “Quero ser amiga dessa mulher”, escreveu um usuário da rede social. “Certeza que o Romero Britto vai lançar um quebra cabeça dessa obra custando R$ 799”, sugeriu o influenciador Felipe Neto.

“A obra ‘Cores no chão’ (2020) mostra o descontentamento contemporâneo com a arte hegemônica e o avanço da direita no mundo. Na performance, a artista joga no chão uma obra cara de Romero Britto, um dos símbolos de ambos os grupos”, brincou outro internauta.

Procurado, Romero Britto não se manifestou até a publicação deste texto.

Mais em Notícias:

Cordeirópolis registra 20° óbito por Covid-19

Primeiro domingo da primavera tem recorde de calor em São Paulo