“Doeu, doeu, mas eu cresci. E cresci diminuindo. Apareci desaparecendo. E o poder de Deus, na minha fraqueza, se aperfeiçoou. Tem coisa boa chegando, tem algo acontecendo e não importa o que eu sofri. O que importa é que eu sobrevivi”.

Foi ao som da canção ‘Sobrevivi’, de Sarah Farias, que o ararense Claudio Luiz Alves da Graça, 43 anos, deixou o Hospital da Unimed na tarde deste sábado (17). A música foi cantada por familiares e amigos que acompanharam a alta médica com bexigas azuis e brancas.

O paciente ficou internado por 45 dias lutando contra a Covid-19. No caminho para casa, houve até carreata para comemorar a batalha vencida.

Beto Graça, irmão de Cláudio, foi até as redes sociais agradecer a todos que oraram por ele. “Agradecemos a cada um que nos ajudou em oração.  Meus agradecimentos também a toda equipe médica, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogas, enfim, a todos os profissionais da saúde do hospital da Unimed. Que Deus abençoe cada um”, escreveu. 

No mês passado, os irmãos perderam os pais para a doença. “Agradeço também as orações que foram feitas pela vida do meu pai e da minha mãe que infelizmente nos deixaram, mas Deus fez segundo a sua vontade”, publicou.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia: