Terreno baldio será horta social

1638

Divulgação

Em Rio Claro, um terreno que hoje é cheio de mato e lixo será transformado numa horta social. A novidade foi confirmada na tarde de quarta-feira (1º) pelo prefeito João Teixeira Júnior, o Juninho da Padaria, durante visita ao local, localizado na Avenida 32 com a Rua 12.

“Estamos estabelecendo algumas parcerias com entidades que também trabalham pelo bem de Rio Claro e isto permitirá que muito em breve este espaço seja transformado numa grande horta”, disse Juninho.

Além da prefeitura, o projeto também terá a participação da Udam (União de Amigos), IVC, bem como o apoio direto da Unesp, proprietária da área, e do Instituto Federal de São Paulo, que tem a cessão de uso do imóvel.

A prefeitura conseguiu autorização para utilizar o terreno nas conversações com a Unesp e Instituto Federal para o uso compartilhado do prédio do Instituto Federal, que passará a abrigar uma creche municipal. Pelo acordo, a prefeitura fará a manutenção do entorno do prédio, que abrange também o terreno e tem sido motivo de reclamações da comunidade.

A partir de segunda-feira, máquinas e homens da prefeitura deverão iniciar o trabalho de limpeza do terreno, que precisará receber um alambrado e infraestrutura básica para o cultivo de verduras e hortaliças. “Toda a produção deverá ser encaminhada para o Banco de Alimentos, que hoje atende aproximadamente duas mil famílias”, informa a secretária de Assistência Social, Érica Belami. “Todo mês são distribuídas 20 toneladas de produtos e certamente essa horta dará um reforço importante ao trabalho de atendimento aos que precisam de auxílio”, avalia Adriano Marchi, vice-presidente da Udam.

No aspecto social, a horta poderá contar com mão de obra de pessoas em situação de rua, conforme parceria com o Instituto Viver e Conviver (IVC). A horta social fará parte do Projeto Semear, que terá ainda um caráter educativo ao incluir estudantes em suas atividades.

Na tarde desta quarta-feira, o prefeito esteve no local acompanhado dos secretários Emílio Cerri (da Agricultura) e Érica Belomi (da Assistência Social), de Adriano Marchi, vice-presidente da Udam e do diretor de parques e jardins, Tadeu Olivatti.

1 COMENTÁRIO

  1. Que belo projeto, e que ele se espalhe pelos terrenos baldios da cidade. Esse é o tipo de iniciativa que só vai trazer bons frutos . Parabéns

Qual sua opinião? Deixe um comentário: