Samu e Resgate têm fluxo de atendimento intenso em Rio Claro

502

Recentemente, algumas queixas por parte da população mostraram certa insatisfação com o tempo de atendimento do Samu e do Resgate, do Corpo de Bombeiros, em situações de emergência.

“Meu irmão sofreu um acidente de moto e ficamos esperando mais de uma hora para que o resgate chegasse para prestar socorro. Felizmente, não havia acontecido nada de grave com ele, somente alguns ralados. Mas e quando o caso é mais sério? Complicado a gente ter que ficar esperando muito tempo nessas situações”, relatou leitor do JC, que pede por mais agilidade nos atendimentos.

Em casos de emergência, tanto o Samu, quanto o Corpo de Bombeiros, através do resgate, podem atuar para atender a população, sendo que o Samu é mais direcionado para casos clínicos e o Resgate para situações envolvendo traumas, como por exemplo acidentes de trânsito com vítimas.

O Resgate do Corpo de Bombeiros de Rio Claro tem uma viatura preparada para atuar neste tipo de ocorrência. Normalmente, o resgate atende de 7 a 10 casos por dia. “Para facilitar os atendimentos, é importante que o solicitante esteja calmo ao telefone e responda a todas perguntas do atendente. A viatura é liberada de imediato assim que chega a ligação, mas é importante que todas as perguntas sejam respondidas, sem perder a paciência, pois assim podemos prestar um socorro ainda melhor. Outro ponto importante das perguntas feitas pelos atendentes é identificar possíveis trotes, que comprometem o trabalho do Resgate em ocorrências reais”, comenta o tenente Rovay, do Corpo de Bombeiros de RC.

O Samu também atua em diversas ocorrências diariamente. Em média, 30 pessoas são atendidas pelo serviço todos os dias. Em setembro, 865 atendimentos foram feitos. De acordo com Silveli Pazetto, coordenadora do Samu Regional, a média de tempo de chegada da ambulância ao local de atendimento é de 5 a 15 minutos, mas, “após a chegada ao local, o atendimento leva, no mínimo, 30 minutos, dependendo da situação no local”.

Silveli ressalta que é importante que quem estiver no local da ocorrência siga algumas orientações: “Até a chegada do Samu é necessário manter a segurança do solicitante e da vítima, sinalizando o local. Permanecer ao lado da vítima também é importante. Outro fator necessário é seguir as orientações que o Médico Regulador passou através da solicitação, o que muitas vezes salva a vida da vítima. Além disso, é preciso lembrar que qualquer mudança no estado da vítima deve ser informada ao Samu”.

O Samu conta com uma viatura de Suporte Avançado, que é tripulada por Médico, Enfermeiro e Condutor, e duas viaturas de Suporte Básico, que é tripulada por Técnico de Enfermagem e Condutor.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: