Rio-clarense é destaque nacional na arte de iluminar shows

100

Favari Filho

Juliano é contratado da dupla Edson & Hudson e este ano foi o responsável pela iluminação das alegorias da Gaviões da Fiel
Juliano é contratado da dupla Edson & Hudson e este ano foi o responsável pela iluminação das alegorias da Gaviões da Fiel

O rio-clarense Juliano Altarugio de Azevedo é um profissional de sucesso na carreira de LIGHT DESIGNER, que é a arte de iluminar palcos, teatros e eventos em geral. A história na iluminação teve início por incentivo do pai, que o ajudou de alguma forma a descobrir aquilo que se tornaria a sua grande paixão. “Eu estava à procura de trabalho e meu pai tinha alguns amigos empresários do ramo, então comecei a trabalhar em uma das empresas”, revelou.

Com o tempo e a experiência, percebeu que poderia levar a profissão adiante porque acumulava dois fatores imprescindíveis: talento e vocação. “Notei que as portas estavam se abrindo quando saí pelas estradas do Brasil, em 2007; foi o divisor de águas, porque fui contratado pela dupla Edson & Hudson para trabalhar no cenário e manutenção de equipamentos.” Desde então, o profissional segue iluminando os mais diversos e populares palcos do Brasil.

Acerca das dificuldades na carreira, enumerou as principais que são: “estar sempre na estrada, pois acabo que tendo menos tempo com a família e com amigos; também os riscos como acidentes, choque elétrico, altura e afins”. Quanto às conquistas e aos sonhos, o Light Designer disse estar realizado por ser um profissional conhecido nacionalmente [cabe lembrar que o rio-clarense já fez parte de algumas produções de DVDs, projetos e programação de shows, entre os quais é possível citar Jota Quest, Tchê Garotos, Ricardo & João Fernando, e Edson & Hudson], contudo “ainda tenho o mundo inteiro para conhecer e iluminar”.

Não bastasse todo o trabalho que desenvolve nos palcos, o jovem ainda ministra aulas de Elétrica e Iluminação Cênica na FUNDAÇÃO CASA ESCOLA DE RIO CLARO. “É um desafio devido aos adolescentes terem pouco estudo e quase nenhum incentivo quando mais jovens, o que torna o trabalho um pouco mais complexo e desafiador; o objetivo é fazer com que todos entendam e consigam, ao menos, ‘se virar’ em casa com coisas simples, como instalar uma tomada ou arrumar chuveiro”.

“Na contramão do normal”, assim define a sua rotina, ou seja, enquanto as pessoas ‘comuns’ se divertem em festas, “trabalho de madrugada e aos finais de semana para que tudo aconteça perfeitamente”, expôs. Juliano, entretanto, segue desenvolvendo a arte de iluminar com base na música e abusando de criatividade. “A motivação é sempre ver aquele trabalho que saiu do papel em atividade e o público entrando no clima do show”, finalizou.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: