Rampas de acesso estão abaixo da camada asfáltica tornando impossível o acesso; Prefeitura informa que as solicitações para melhorias nas rampas podem ser feitas no Atende Fácil

Favari Filho

Rampas de acesso estão abaixo da camada asfáltica tornando impossível o acesso; Prefeitura informa que as solicitações para melhorias nas rampas podem ser feitas no Atende Fácil
Rampas de acesso estão abaixo da camada asfáltica tornando impossível o acesso; Prefeitura informa que as solicitações para melhorias nas rampas podem ser feitas no Atende Fácil

As rampas de acesso são a única alternativa para os cadeirantes que precisam se locomover de um lugar para outro, sobretudo nos espaços públicos. Apesar de sua construção ter aspectos aparentemente simples, muitos lugares das cidades ainda não contam com a facilidade e, frequentemente, acaba tornando ainda mais difícil a vida daqueles que necessitam da elevação para chegar aos seus destinos.

Saulo Pelicioni relata que esteve recentemente com um amigo cadeirante no Centro da cidade e que as rampas de acesso estão abaixo da camada asfáltica, tornando impossível descer da calçada e atravessar a rua, além de o calçamento estar totalmente danificado. “As calçadas estão todas fora dos padrões de segurança; uma tem uma vala de escoamento de água, outra não tem sinalização, fatos que dificultam o acesso”, ressalta.

Outro ponto que assinala é para o transporte que classifica como ineficiente “Minha esposa é cadeirante e sempre a levo ao AME. Para entrar na ambulância é preciso deitar e levantar a cadeira no braço, pois o sistema de Saúde tem somente uma van adaptada para atender os deficientes e as outras ocorrências, atrasando o retorno dos pacientes que muitas vezes ficam incomodados”, acrescenta.

Procurada pela reportagem, a Prefeitura informou ao Jornal Cidade que a administração trabalha para ampliar o número de rampas de acessibilidade, além de conservar as já existentes. No ano passado, por exemplo, relata que foram construídas noventa novas rampas na região central da cidade – na área que compreende da Avenida 7 até a Avenida 14 e da Rua 1 até a Rua 8.

A nota explica também que o trecho foi escolhido porque abriga importantes e movimentados serviços como a rede bancária, estabelecimentos comerciais – inclusive na Rua 3, de grande concentração de lojas –, o paço municipal, a antiga Estação Ferroviária, restaurantes, lanchonetes e praças. A iniciativa, segundo a assessoria, vem para somar a outros trabalhos realizados pelo governo municipal no fomento à acessibilidade.

Para ampliar a segurança no trânsito e oferecer mais segurança aos pedestres, a Prefeitura acrescenta que está investindo na construção de faixas elevadas para travessia. Mais de quinze faixas já foram construídas em alguns dos principais cruzamentos do município, inclusive no Centro Histórico. As solicitações para melhorias nas rampas podem ser feitas no Atende Fácil, que funciona na Avenida 2, entre as ruas 2 e 3.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Segurança:

GCM lamenta morte de guarda civil em Rio Claro

Boletim policial desta sexta-feira (7)