Promotoria apura compra de combustível pela Câmara de Santa

59

Antonio Archangelo / Coluna Politika

Foto de arquivo da nova sede do Legislativo gertrudense, que está sendo construída em Santa Gertrudes
Foto de arquivo da nova sede do Legislativo gertrudense, que está sendo construída em Santa Gertrudes

O Ministério Público de São Paulo investiga supostas irregularidades na aquisição de combustíveis, além de ausência de controle de viagens realizadas, quilometragem rodada, quantidade de abastecimentos da frota oficial da Câmara Municipal de Santa Gertrudes, entre os anos de 2013 e 2015.

De acordo com as informações, às quais a Coluna teve acesso, foram gastos R$ 39 mil para abastecer os dois carros à disposição dos vereadores no citado período: 2013 – R$ 15.891,66; 2014 – R$ 18.784,12; 2015 – R$ 5.074,38, de março até julho. Em 2013, não houve licitação para aquisição do combustível. A compra foi feita diretamente com o posto fornecedor. Em 2014 houve, mas “com vários indícios de fraude”, de acordo com as investigações. Para 2015 também houve, mas com deficiência na pesquisa de preços.

A Câmara de Santa Gertrudes possui apenas dois carros, um Corolla e um Cobalt. “Os carros são flex, ou seja, abastecidos com álcool e gasolina. Há uma nota fiscal de venda de óleo diesel, no valor de quase um mil e quatrocentos reais”, apura. “E o pior de tudo é que até março de 2015 a Câmara não possuía nenhum controle, absolutamente nenhum, sobre viagens realizadas, quilometragem rodada, quantidade de abastecimentos, absolutamente nada. Em março houve a troca da presidência em razão de ordem judicial.

Desde então houve uma diminuição considerável nas viagens e, consequentemente, na compra de combustível. A investigação caminha para o seu final. Terminando, proporei ações para ressarcimento ao erário e aplicação de penas por atos de improbidade administrativa contra todos os responsáveis e beneficiários”, citou o promotor André Vitor de Freitas sobre a investigação. Em contato com o presidente da Câmara, Dr. Marcelo (PDT), o mesmo, disse ter conhecimento das investigações: “estamos prestando esclarecimentos para agilizar o mais rápido possível, porém o processo está apenas começando”, comentou.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: