Sidney Navas

CRF
No Centro de Ressocialização Feminino, apenas uma das reeducandas ignorou o prazo

Os presos agraciados pela saída temporária do Dia dos Pais começam a retornar a seus presídios de origem. Até as 18 horas de segunda-feira (18), conforme as informações fornecidas pelos funcionários da Vara de Execuções Criminais (VEC) do Fórum local, dos 379 presos que ganharam esse direito previsto em lei, apenas 18 deles não respeitaram o prazo estipulado e já podem ser considerados foragidos da Justiça Pública, caso não se apresentem em nenhum dos presídios paulistas.

Esse número de RC e Itirapina representa cerca 4,7% do total. Na Penitenciária I, 180 presos tiveram o direito de passar o Dia dos Pais ao lado da família, e sete deles descumpriram o prazo estipulado. Já na Penitenciária II, a medida legal beneficiou 168 homens e deste universo 10 deles não haviam retornado.

No Centro de Ressocialização Feminino, apenas uma das reeducandas ignorou o prazo e até o final da tarde continuava considerada como foragida do sistema prisional. Os funcionários da VEC disseram que ainda não receberam a lista completa relacionada ao Centro Masculino, onde 68 reeducandos tiveram direito à saída temporária. Vale destacar que essa lista poderá sofrer alterações no decorrer da semana, haja vista que muitos dos beneficiados podem escapar das sanções, caso se apresentem em outros presídios.

Na quarta-feira (13) acabou o prazo final. Todos aqueles que descumprirem as regras regridem ao sistema fechado, conforme o resultado final apurado pela sindicância aberta. Têm direito à saída temporária aqueles que cumprem a pena em regime semiaberto e apresentam bom comportamento no presídio.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Segurança:

Governo de SP autoriza atividade delegada para policiais civis

Quase 900 soldados tomam posse na Polícia Militar

Furto de veículo é flagrado por câmeras de segurança