Presidente do Rio Claro FC confirma Buião como técnico

177

Matheus Pezzotti

Antonio Carlos da Silva, mais conhecido como Buião
Antonio Carlos da Silva, mais conhecido como Buião

O presidente do Rio Claro FC, Luiz Balbo, confirmou em entrevista concedida ao Grupo JC de Comunicação, nesta quarta-feira (24), que o treinador do Galo Azul para o Paulistão 2015 será Antonio Carlos da Silva, mais conhecido como Buião, que já estava trabalhando há cerca de um mês como olheiro, com possibilidade de se tornar o técnico.

“Buião é o treinador do Galo Azul para o período 2014 e 2015. Tenho confiança no seu trabalho, gosto dele como pessoa, é honesto e entende de futebol. O administrador precisa arriscar na vida e vou arriscar com o Buião, porque ele fez um bom trabalho com a garotada e, se não dermos oportunidade para os novos, a gente vai continuar cansando de ver o mesmo trabalho dos antigos”, afirma o mandatário.

Aos 46 anos de idade, Antonio Carlos da Silva começou a carreira fora dos gramados em 2004 como auxiliar técnico da Ponte Preta no Brasileiro. Depois de um período de estudos foi treinador da base e do profissional do Sumaré em três oportunidades, no profissional do Jaciara do Mato Grosso em 2009 e 2011 e na base do Comercial de Monte Alto, quando conquistou o vice-campeonato Sub-20 do Campeonato Paulista em 2008.

Em 2010 trabalhou no Sub-20 do Rio Claro FC, ficando em sexto lugar, revelando alguns jogadores e, novamente em 2013, quando ficou em terceiro lugar. Agora, pela terceira vez no clube, comandará o time na elite do futebol Paulista.

“A esperança é muito grande para que a gente possa fazer um excelente trabalho e continuar na primeira divisão e quem sabe galgar algo maior ainda. É uma responsabilidade muito grande. O Paulistão é uma das competições mais difíceis do Brasil. Temos que montar um grande elenco como o deste ano, que fez uma campanha muito boa. Já estamos conversando com alguns jogadores desta campanha e esperamos que a equipe possa trazer de volta uma base para que possamos fazer um grande campeonato”, comenta.

Como jogador, foi atacante e chegou a atuar pelo Palmeiras na década de 90, frustando o pai corintiano, quem deu o apelido.

“O apelido foi dado pelo meu pai. Quando eu nasci, em 1968, Buião era atacante do Corinthians e então ele me colocou o apelido, mas não sou corintiano, eu torço para o futebol. Tenho um carinho muito grande pelo Palmeiras porque passei por lá dois anos. Meu pai ficou um pouco chateado, mas isso fez parte da minha carreira de atleta”, relembra.

Além da felicidade pela oficialização como treinador, Buião segue focado na montagem do elenco.

“Eu estou muito feliz. Estou me preparando para isso. Também fiquei feliz pelo primeiro trabalho do Roque Júnior como treinador ser no XV de Piracicaba. As equipes estão dando oportunidade para pessoas novas para dar uma renovada na área de treinador de futebol. O presidente Luiz Balbo já havia conversado comigo há um mês e eu venho me preparando há muito tempo para ter uma oportunidade. Estou analisando jogadores e vamos conversar e fazer o planejamento para começarmos o quanto antes. Estou ansioso para começar a treinar, formar a equipe e para a estreia, que tenho certeza de que será espetacular”, comenta.

Por exigência do Bom Senso FC é quase certo que os estaduais comecem em fevereiro, visto com otimismo pelo treinador.

“Teremos tempo de fazer uma boa pré-temporada, dar descanso aos jogadores. Estou analisando jogadores das séries B, C e D do Brasileiro e Copa Paulista. Ainda não tem uma data oficial para começarmos o trabalho. A respeito da comissão técnica, estamos conversando para que o Jean Cova, preparador físico que trabalhou comigo no Sub-20, retorne. O preparador de goleiros deverá ser o Denis Augusto, hoje técnico da base, além do César, massagista e do Cícero, o mordomo. Ainda estamos analisando o auxiliar, este precisa ser muito bem escolhido”, finaliza o treinador, que pretende formar um elenco de 24 a 28 jogadores, projetando o início dos treinamentos para a primeira quinzena de novembro.

1 COMENTÁRIO

Qual sua opinião? Deixe um comentário: