Rio Claro recebeu na quarta-feira (5) a boa notícia de que o Hospital de Campanha montado para atender pacientes com Covid-19 tem suas instalações e sistema de funcionamento aprovados pelo governo estadual. Com isso, o município dá um passo importante para credenciar o serviço no Ministério da Saúde e, assim, receber mais repasse financeiro do governo federal na pandemia. Mesmo antes da auditoria, o hospital tinha condições legais de funcionamento.

“Isso nos mostra que estamos no caminho certo, trabalhando para oferecer à comunidade rio-clarense o melhor atendimento”, destaca o prefeito João Teixeira Junior, acrescentando que o hospital de campanha é um reforço importante na estrutura de atendimento da saúde, inclusive no período pós pandemia. “Quando a Covid-19 tiver sido superada, o Hospital de Campanha será transformado no centro hospitalar da região norte”, acrescenta Juninho.

O hospital tem 15 leitos em funcionamento e esse número seria ampliado para 26. A auditoria estadual que aprovou o hospital também solicitou uma adequação na quantidade de leitos. Serão 23 leitos, sendo 20 de longa permanência e três de urgência, todos com equipamentos de UTI. O posto de enfermagem também será ampliado. “Iremos acatar essas recomendações do governo estadual e daremos seguimento ao trâmite para o credenciamento do Hospital de Campanha no governo federal, o que representará mais recursos para a saúde no município, um ganho muito importante”, observa Maurício Monteiro, secretário de Saúde.

Publicidade

A partir do credenciamento no Ministério da Saúde, o valor do repasse se dá de acordo com o tipo de tratamento realizado. No caso da síndrome gripal respiratória grave, em que estão incluídos os atendimentos de Covid-19, esse valor é de cerca de 1.600 reais por dia a cada leito de UTI ocupado. Desde que entrou em funcionamento, no dia 15 de julho, o Hospital de Campanha tem se mostrado importante no trabalho do município no atendimento de pessoas contaminadas pelo coronavírus. Já foram atendidos cerca de 90 pacientes que precisaram de internação.

Na segunda-feira (3) a estrutura do Hospital de Campanha passou a contar com novo sistema de fornecimento de oxigênio. O tanque de oxigênio instalado fornece oxigênio para pacientes com necessidade suplementar. Antes isso era feito por meio de cilindros, o que exigia constantemente equipe para manutenção e troca dos cilindros. O tanque permite aumentar a potência do fornecimento do oxigênio e tem capacidade para atender todos os leitos da unidade com vazão e pressão adequadas.

Mais em Dia a Dia: