Uma mulher de 37 anos se dirigia para o trabalho na cidade de Praia Grande, no litoral de São Paulo, quando se tornou mais uma vítima de assédio sexual. O caso aconteceu no último sábado (4).

A atendente de supermercado estava de bicicleta quando um homem, também ciclista, se aproximou dela e passou a mão em seu corpo.

O assédio foi flagrado por câmeras de segurança, que mostraram o assediador dando um tapa nas partes íntimas da vítima.

A situação traumatizou a moça, que relatou ter mudado de visual e alterado sua rotina de trabalho para fugir de novos abusos por parte do agressor.

A mulher afirmou fazer o caminho há muitos anos e nunca imaginou que fosse passar por uma situação parecida. Segundo relata, ela estava pedalando como de costume e só percebeu a aproximação do desconhecido quando sentiu a mão dele em seu corpo.

“Foi muito rápido. Eu olhei para trás pra ver e pedir ajuda, ver se alguém tinha visto, mas não tinha ninguém”, disse ao G1. “Isso é coisa que a gente nunca acha que vai acontecer, me senti invadida demais. O povo fala ‘ah, tem mulher que anda muito despida’, mas eu estava indo para o meu trabalho, vem uma pessoa e achou que tem o direito de fazer aquilo comigo”, desabafou.

Traumatizada, a vítima contou que teve de pedir para colegas de trabalho que a acompanhem no trajeto de sua casa até o serviço. Além disso, a moça afirmou que mudará o corte de cabelo para que não seja mais reconhecida pelo homem que a assediou.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Caged: Brasil gera 159 mil empregos formais em outubro

Cão atacado por onça se recupera e campanha segue