Feriado movimenta estradas da região

47

Da Redação

Na SP-127, entre os municípios de Rio Claro e Tietê, estima-se um total de 60 mil veículos
Na SP-127, entre os municípios de Rio Claro e Tietê, estima-se um total de 60 mil veículos

O feriado do Corpus Christi, na quinta-feira (4), aumenta o movimento nas estradas da região: as rodovias Washington Luís (SP-310), Wilson Finardi (SP-191) e Fausto Santomauro (SP-127). Nesse período, cerca de 26 mil veículos devem passar pela SP-191, rodovia Wilson Finardi, que liga Rio Claro a Araras.

A saída para o feriado deve acontecer nesta quarta-feira, com movimento 21,5% maior em comparação aos dias normais na SP-191. O retorno será no domingo, com movimento superior em 30,5% em comparação aos dias normais. O horário de pico para a saída do feriado deverá ser das 16 às 22 horas e a volta do recesso deve acontecer a partir das 12 às 20 horas.

Já na SP-127 (Rodovias Fausto Santomauro, Cornélio Pires e Antônio Romano Schincariol), entre os municípios de Rio Claro e Tietê, estima-se um total de 60 mil veículos. Ao todo, as rodovias administradas pela concessionária Colinas devem registrar a presença de aproximadamente 619 mil veículos.

Na Washington Luís, a concessionária que administra a rodovia informou que a circulação de veículos durante o feriado está estimada em 160 mil – 20% acima de dias normais.

Nesta quarta-feira (3), a previsão é que circulem pela rodovia 36 mil veículos (35% acima), sendo 20 mil somente no sentido interior. Na quinta-feira de feriado, 35 mil veículos (26% acima) sendo 23 mil somente no sentido interior, já na sexta-feira (5), 41 mil veículos devem transitar pela SP-310, um movimento 60% acima do normal.

É importante que o motorista faça o check-up completo do veículo antes de pegar a estrada, tome conhecimento do caminho que fará por meio de mapas e use o cinto de segurança. A Arteris, uma das maiores companhias de concessões rodoviárias do País, reforçará as equipes de atendimento aos usuários durante o feriado. As medidas têm como foco o movimento de saída da cidade de São Paulo.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: