Deu fome à noite. Em Rio Claro faltam opções e o jeito é encontrar um carrinho de lanches aberto durante a madrugada

Sidney Navas

Deu fome à noite. Em Rio Claro faltam opções e o jeito é encontrar um carrinho de lanches aberto durante a madrugada
Deu fome à noite. Em Rio Claro faltam opções e o jeito é encontrar um carrinho de lanches aberto durante a madrugada

Para as pessoas que trabalham à noite nos turnos das fábricas e depois do expediente decidem encontrar locais abertos que sirvam lanches, refeições ou pratos rápidos aqui em Rio Claro, vai precisar de muita sorte.

Com exceção de alguns carrinhos de lanche que funcionam até mais tarde, raramente alguém vai achar uma pizzaria, restaurantes ou lanchonetes funcionando noite adentro. Depois da meia noite e principalmente durante a semana, saciar a fome fica um pouco difícil. A situação muda um pouco de figura aos finais de semana, quando estes estabelecimentos permanecem abertos por mais tempo, mas mesmo assim não são todos.

O líder de manutenção Leonardo Machado Campos trabalha das 16h às 00h20 e enfrenta essa mesma dificuldade. “Quando dá eu como aqui mesmo no refeitório da empresa, mas isso nem sempre é possível e, às vezes, bate aquela fome depois do trabalho, mas não existem alternativas a não ser se contentar com os lanches vendidos nas ruas. Mas nem sempre a qualidade oferecida é boa e nem todos servem seus clientes durante toda a madrugada”, explica.

Em sua opinião, Rio Claro concentra hoje um grande número de fábricas que não param e, portanto, opções nesse sentido seriam muito bem vindas. “Só no meu turno trabalham comigo em média 50 pessoas, isso sem contar com outras indústrias da região que comportam um grande número de funcionários que trabalham também nesses horários. Por isso, acredito que o comerciante que se atentar a esse detalhe e oferecer comidas e lanches de qualidade, vai faturar bastante ao atender essa clientela”, comenta o líder de manutenção.