Data foi celebrada pela comunidade escolar. Foto: Divulgação/PMRC.

Alunos, professores e demais funcionários da escola municipal Monsenhor Martins comemoraram na sexta-feira (14) os 60 anos da escola, uma das mais tradicionais de Rio Claro. “É uma alegria muito grande participar desta comemoração e ver a escola num clima de festa”, afirma a professora Ema Aparecida Picciriello, que há 33 anos é diretora da escola.  A escola municipal “Monsenhor Martins” tem 299 alunos de 1º ao 5º ano.

Instalada em 1º de fevereiro de 1963 com o nome de “Grupo Escolar da Vila Operária”, a escola Monsenhor Martins teve como primeiro diretor o professor Benedito José Zaine. A primeira turma de 4ª série se formou em 1965.

Foto: Divulgação/PMRC.

A partir de 1969, passou a se chamar Escola Estadual de Primeiro Grau “Monsenhor Martins”, num projeto do deputado José Felício Castellano. Era uma homenagem ao Monsenhor Antonio Martins e Silva, falecido naquele ano e fundador de inúmeras obras sociais em Rio Claro, como a Creche Boa Morte, Casa das Meninas Dona Joaquina Scarpa, Círculo Operário Rioclarense e Posto de Puericultura, e que por muitos anos foi o vigário (padre) da Igreja Matriz São João Batista, em Rio Claro.

Nascido em 14 de abril de 1909, na cidade de Piracicaba, a data de aniversário do Monsenhor Martins tornou-se um marco para a escola, que passou a comemorar o próprio aniversário também neste dia.

blank
Foto: Divulgação/PMRC.
Tags:

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.