Enem: Os 12 tipos de questões mais cobradas entre 2009 e 2014

88

Divulgação

Em meio a uma reforma do Ensino Médio que pode trazer mudanças no Enem, uma análise inédita feita pelo Enem Virtual (www.enemvirtual.com.br) – portal especializado em conteúdo para quem prestará a prova – em parceria com a Tuneduc (www.tuneduc.com.br), fez um balanço do que o exame vem exigindo dos estudantes desde sua última reformulação. A análise revela as 12 habilidades mais cobradas entre as edições de 2009 a 2014.

Em Matemática, as três habilidades que mais apareceram – somando 20% de todas as questões da área, nas seis edições – são voltadas à resolução de problemas envolvendo dados de gráficos e tabelas, geometria e variação de grandezas. Se todas as habilidades aparecessem com a mesma frequência a proporção seria de 10% para cada trio.

Já em Linguagens e Códigos, além de saber relacionar diferentes temas, assuntos, opiniões e recursos linguísticos, e inferir os objetivos de um texto interpretando seus argumentos, o estudante também precisa aplicar conhecimentos em literatura e artes. Estas habilidades são as mais requisitadas e correspondem a 19% de todas as perguntas desta área exigidas no período.

Em Ciências da Natureza, identificar implicações da obtenção ou produção de materiais ou substâncias, aplicar leis da física ou química para interpretar processos naturais, e relacionar informações de ciências naturais de textos, gráfico, tabelas e linguagem simbólica são as habilidades mais cobrados da área (18% das questões que aparecem nas seis edições).

Por fim, em Ciências Humanas, a maior demanda é na interpretação de documentos históricos, análise da atuação de movimentos sociais que contribuíram para mudanças em processos de disputa pelo poder e a produção de memória pelas sociedades humanas, representando 15% de todas as perguntas da área, de 2009 a 2014.

“Como portal especializado em conteúdo sobre Enem, é importante deixar claro para os estudantes quais habilidades eles devem treinar mais para se sair bem no exame. Afinal, ele é a principal porta de entrada para o ensino superior brasileiro atualmente”, declara Fernanda Lapidus Hecht, gerente de mídia online da QuinStreet, administradora do Enem Virtual.

Além das habilidades mais requisitadas, a pesquisa também revelou as menos exigidas. No caso da área de Ciências Humanas, “identificar estratégias que promovam formas de inclusão social” fica em último lugar no ranking. Já em Matemática, “utilizar conhecimentos algébricos/geométricos como recurso para a construção de argumentação” teve poucas aparições.

“Saber o que é mais avaliado no Enem é estrategicamente interessante para as escolas também, que podem repensar práticas para deixar os alunos ainda mais bem preparados para o exame”, declara Luciana Leirião, da Tuneduc, especializada em dados de educação.

unnamed-1

Fonte: www.enemvirtual.com.br

Qual sua opinião? Deixe um comentário: