Para ter apoio de equipes especializadas da Sucen, as prefeituras devem solicitar os serviços através do órgão

Edneia Silva

Para ter apoio de equipes especializadas da Sucen, as prefeituras devem solicitar os serviços através do órgão
Para ter apoio de equipes especializadas da Sucen, as prefeituras devem solicitar os serviços através do órgão

Os casos de dengue avançam na região. O município de Corumbataí tem 67 casos confirmados da doença, segundo levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde. Para conter o avanço da dengue, a prefeitura realizou em março um mutirão de limpeza e pretende repetir a ação neste mês.

O mutirão contou com a participação de 20 pessoas. Além da retirada de lixo, os participantes do mutirão também orientaram a população para que façam a limpeza de suas casas e quintais e eliminem os criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. A secretária municipal de Saúde, Camila Zanchetta, informa que um novo mutirão será realizado neste mês, mas data ainda não foi definida.

A população deve ajudar eliminando os focos que possam acumular água, como latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Rio Claro enfrenta uma epidemia de dengue com registro de 8.020 casos confirmados até o dia 6 de abril. No município circulam dois tipos de vírus: 1 e 4, sendo o primeiro predominante. Os vírus 2 e 3 não foram registrados. Vale lembrar que a pessoa que contrai um tipo fica imune a ele, mas pode pegar os outros três.

Diante da epidemia, a Prefeitura de Rio Claro pediu ajuda à Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) para combater a doença. Equipes da Sucen fizeram nebulização na região do bairro Santana no mês passado e devem retornar à cidade nos próximos dias para nova aplicação. A data ainda não foi confirmada.

Além disso, Rio Claro ainda investiga um caso suspeito da febre chikungunya. A Vigilância Epidemiológica coleta amostras para realização de exame e aguarda resultado para confirmar ou não o diagnóstico. Se confirmado, será o primeiro da cidade.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Trechos da Avenida 8 recebem recapeamento

Curso para mulheres com deficiência está com inscrições abertas