Consumidores devem ficar atentos com o uso de aquecedores

60

Lucas Calore

Ao comprar o aparelho, deve-se observar se o produto está de acordo com o selo responsável por indicar produtos com eficiência energética
Ao comprar o aparelho, deve-se observar se o produto está de acordo com o selo responsável por indicar produtos com eficiência energética

Mesmo com inverno atípico, os aquecedores elétricos portáteis continuam sendo procurados pelos consumidores no comércio rio-clarense. Porém, alguns fatores como selo de segurança, consumo de energia e instalação devem ser observados para não entrar numa fria.

Primeiramente, o consumidor deve verificar qual a finalidade do uso do aparelho e o ambiente de destino, a fim de evitar o investimento alto em um produto que não supra às necessidades. Deve-se observar se o produto adquirido está de acordo com o selo Procel, responsável por indicar os produtos que melhor apresentam os níveis de eficiência energética.

Conforme um cálculo elaborado pelo selo, a utilização do produto, em uma média de 8h diárias por 15 dias, consome 193,44 kWh de energia ao mês. Para achar o custo mensal em reais, multiplique o consumo médio em kWh pelo valor da tarifa cobrada pela concessionária local.

Segundo César Henrique Pereira, gerente de uma loja de eletrodomésticos, a procura pelo aparelho estava maior no início do inverno, em junho. Já neste mês, ele observa que o número de vendas está estabilizado, mantendo-se na média do estado de São Paulo. O gerente disse, ainda, que a preferência é pelo aparelho com funcionamento a óleo, por ser mais econômico que o de resistência elétrica.

O aquecedor pode trazer conforto inicial para quem quer se livrar do frio, mas os consumidores, também, devem ficar atentos aos riscos que esse uso traz à saúde. O otorrinolaringologista Dr. Helio Aldo Epiphanio, alerta que “o aparelho diminui a umidade do ambiente, causando certa alteração na fisiologia do ar que entra no pulmão e, assim, aumenta as possibilidades de problemas respiratórios”.

O ideal é que se faça uma pesquisa por um aparelho levando-se em conta o custo x benefício. Além disso, tomar medidas prévias à aquisição do produto, como por exemplo, optar por aparelhos que mensurem a umidade do ambiente. Consultar as indicações do manual de instrução para limpar o filtro periodicamente, bem como outras normas que se devem seguir para a manutenção do aparelho, irá ajudar a evitar problemas na saúde.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: