Comida japonesa agrada e ganha cada vez mais adeptos

744

Sidney Navas

Rio Claro tem hoje um pouco mais de três restaurantes japoneses e uma temakeria. Culinária japonesa ganha cada vez mais apreciadores
Rio Claro tem hoje um pouco mais de três restaurantes japoneses e uma temakeria. Culinária japonesa ganha cada vez mais apreciadores

Nomes como sushi, sashimi, temaki, uramaki entre tantos outros, há até pouco tempo atrás soavam de forma estranha e eram pouco conhecidos do gosto do brasileiro. Mas com o passar do tempo tudo mudou e o número de restaurantes japoneses e temakerias (que é uma espécie de fast food oriental) vêm aumentando cada vez mais. Dados da Associação Brasileira de Gastronomia, Hospedagem e Turismo (Abresi), dão conta de que as comidas tipicamente conhecidas como exóticas, ganham cada vez mais espaço pela diversidade e por fazer bem à saúde.

A prova disto é que, atualmente, São Paulo tem mais restaurantes de comida japonesa (cerca de 600 estabelecimentos do gênero) do que as populares churrascarias (aproximadamente 500), de acordo com os dados fornecidos. Os restaurantes japoneses crescem de maneira exponencial no Brasil. Segundo a Associação de Restauradores Gastronômicos das Américas (Aregala), o Brasil conta hoje com aproximadamente 3000 restaurantes japoneses.

Em Rio Claro esse fenômeno não é diferente e, há cerca de 10 anos, o empresário do ramo da hotelaria, Marcelo Picka, abriu aqui na cidade o primeiro restaurante do tipo. “Percebi que naquela época não havia nada parecido por aqui. Quem quisesse apreciar um destes pratos tinha que ir até Piracicaba ou Campinas e, mesmo assim, por lá isso tudo era novidade”, diz. Apaixonado por essas especiarias e intrigado com a falta de opções ele não teve dúvidas e abriu na cidade o primeiro restaurante de comida tipicamente japonesa.

Mas no começo, implantar novas ideias e despertar o público para outro tipo de culinária não foi uma tarefa fácil. “Enfrentei muitas resistências. Ninguém apostava que ia dar certo e me diziam o tempo todo que isso era uma novidade que logo desapareceria. Aconselharam-me a abrir alguma coisa voltada para a culinária italiana ou francesa, mas nunca japonesa. O tempo e o movimento de clientes no meu restaurante provaram que eu estava certo”, fala o empresário.

Ele frisa que os ingredientes que compõem os pratos são ‘lights’, mais saudáveis e, por isso, muitos descobriram a comida japonesa. “As pessoas estão mudando seus hábitos e dando preferência para uma alimentação menos calórica e nutritiva”, explica.

Jorge Pereira, dono de outro restaurante japonês na cidade, frisa que esse crescimento também se deve a algumas adaptações feitas pelos chefes de cozinha. “Hoje é possível comer um sushi variado cujo recheio pode ser de frango grelhado ou desfiado à base de molho mostarda e agridoce. Essa mescla de sabores agrada em cheio o paladar e permite experimentar novas sensações”, ressalta. Pereira enfatiza que, geralmente, o público é formado por pessoas de até 40 anos que prezam por uma alimentação de qualidade mais saudável. Ainda, segundo ele, a cada dia que passa aumenta consideravelmente o número de adeptos da comida japonesa no município. Portanto, ouse você também e vá provar um destes pratos. O sabor vai surpreender.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: