Carine Corrêa

Choveu nos últimos dias um acumulado de 181,2 milímetros. Somente nessa terça-feira (12), precipitou-se um total de 113 milímetros. Para se enquadrar no estado de atenção, o volume de água acumulada deve estar em nível superior à marca dos 80 milímetros. A informação é de Danilo de Almeida Kuroishi, que está à frente da Defesa Civil de Rio Claro. Danilo dá mais detalhes das consequências da chuva dessa terça na cidade.

chuva 1

Os bairros mais afetados foram o Jardim Nova Rio Claro, Monterrey, Wenzel, Novo Jardim Wenzel e Jardim Conduta. “No bairro Jardim Conduta, o rio subiu e alagou a Avenida P-39 com a Rua P-5. O Ribeirão Claro corta o bairro, e a Fazenda São José abriu as comportas, o que aumentou o nível de água do curso d’água”, detalha Danilo. O aumento no nível de água do Ribeirão Claro também provocou novamente o alagamento em uma das vias de acesso ao antigo Horto Florestal.

No trecho onde a ponte passa pelo rio, houve transbordamento. “O Rio Corumbataí ficou 4,5 metros acima do seu nível normal. O excesso de água acabou provocando o transbordamento do rio e afetando a Estrada de Jacutinga, a ponte da Avenida 11, a Rua 6, que permite acesso à Araras-Ipeúna. No bairro Jardim São Paulo, o Córrego Wenzel transbordou e houve alagamento na Avenida 16, entre as ruas 21 e 22. Alguns veículos tentaram atravessar a inundação”, frisou Danilo.

>>> Situação dos bairros Novo Jardim Wenzel, Jardim Nova Rio Claro, acesso ao bairro Dom Bosco e cratera no Benjamin de Castro. Previsão é de que caiam mais chuvas nos próximos dias em RC

Outras ocorrências 

No acesso ao bairro Dom Bosco, próximo ao Bonsucesso, uma placa ficou parcialmente coberta pela inundação. Uma residência na Avenida 1 com a Rua 21 no Jardim Nova Rio Claro também foi atingida pela enxurrada. A moradora chegou a investir em um equipamento para sugar a água em excesso, no entanto ainda assim teve problemas com a chuva.

Na Rua 3 com a Avenida 7, no bairro Novo Jardim Wenzel no acesso ao bairro Bom Retiro, um casal atravessou um trecho inundado ao lado de veículos que faziam a travessia. A foto foi registrada pelo vereador Juninho da Padaria. “Na situação do bairro Jardim Nova Rio Claro, existe uma área com muitas casas que é considerada de risco. É preciso uma intervenção da Secretaria de Habitação naquela região”, reforça o parlamentar.

Operação Verão 

A Defesa Civil de todo o Estado iniciou a Operação Verão no dia 1º de dezembro de 2015, que se estende até o dia 31 de março deste ano. Neste período, a Defesa Civil do Estado de São Paulo realiza os Planos Preventivos de Defesa Civil (PPDCs), específicos para escorregamentos e inundações, com o objetivo de prevenir e minimizar os impactos associados aos eventos típicos do período chuvoso. O PPDC reúne ações integradas entre diferentes órgãos dos governos estadual e municipais e da própria comunidade, com o objetivo principal de salvar vidas.

Mais chuvas 

O diretor da Defesa Civil ainda informou que, embora tenha tido uma melhora do quadro de chuvas, a previsão indica mais precipitação nos próximos dias.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Segurança: