Assistência tem oficina de pintura em vasos de cerâmica

101

Divulgação

O curso é ministrado pela professora de artes Jeane Brochini
O curso é ministrado pela professora de artes Jeane Brochini

O Núcleo de Projetos Sociais da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) realizou na quinta-feira (14) a primeira aula de mais uma oficina de pintura em vasos de cerâmica, desta vez no distrito de Assistência.

As aulas prosseguirão nas próximas quintas-feiras, das 14 às 16 horas, na unidade do Projeto Presença Esperança. O curso é gratuito e ainda tem vagas disponíveis, com inscrições no próprio local.

A oficina é realizada em parceria com o Departamento Autônomo de Água e Esgoto – Daae, dentro do Projeto Técnico Social vinculado às obras da adutora, feitas em parceria com o Governo Federal por meio do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC. Também a adutora do Parque Mãe Preta foi feita da mesma forma, acompanhada por um projeto técnico social.

Esta foi a primeira de um total de sete aulas do curso, que procura despertar o lado criativo dos participantes, propiciando um estudo básico da arte produzida em vasos de cerâmica, além de ensinar sobre reaproveitamento e como dar nova roupagem para objetos imperfeitos.

A equipe que desenvolve o Trabalho Técnico Social (TTS) é formada com o envolvimento das comunidades que se beneficiam das obras de infraestrutura realizadas em parceria com o governo federal.  É uma forma de criar espaços de debate sobre assuntos relacionados à importância da preservação ambiental e mudança de comportamentos em relação ao mesmo. Além disso, possibilita a presença mais efetiva do poder público junto a essas comunidades, incentivando o diálogo e o exercício da cidadania.

Dentre as atividades realizadas há reuniões técnicas de planejamento; formação de parcerias; criação e divulgação de material informativo; oficinas de pipas; oficinas de pintura em cerâmica reaproveitada; oficinas de pintura e plantio em pneus; apresentações de cineclube; reuniões e rodas de conversa com a comunidade.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: