Araras amanhece com sinais de vandalismo e lixo na praça central

235
Ramon Rossi

Atos de vandalismo têm causado depredação de patrimônio público em Araras. Os casos mais recentes foram registrados no domingo (15) e nesta segunda-feira (16) em vários pontos da cidade.

Entre eles: o banheiro público do Parque Ecológico e Cultural Gilberto Ruegger Ometto; no canteiro da Praça Barão de Araras; nos pedalinhos e nos aparelhos da academia ao ar livre do Lago Municipal.

Também foi registrada a destruição de calçadas e bancos. Além disso,  o totem do “Eu Amo Araras”, que foi instalado em homenagem ao aniversário da cidade, foi pichado, assim como muros e placas de inaugurações.

“Pedimos à população, principalmente aquelas pessoas que moram próximas aos prédios e praças públicas, para nos ajudar a cuidar do patrimônio e também para denunciar quando ver qualquer ação de vandalismo. As medidas contra a ação deste fim de semana já foram tomadas. Devemos cuidar do que é nosso. O que está faltando mesmo é mais respeito com a cidade, sobretudo, com as pessoas que aqui vivem”, comentou o secretário de Serviços Públicos, Beto Cabrini.

Lixo

A praça Barão de Araras, um dos cartões postais da cidade, amanheceu hoje tomada pelo lixo. O que parecia ser belo se transformou em um cenário assustador.

A reportagem do JC foi até o local e constatou que as lixeiras espalhadas pela praça pareciam insuficientes ou mesmo não existir para evitar que a população jogasse lixo na área, ação injustificável.

A sujeira era tanta que atrapalhou até um grupo de pessoas que foi praticar caminhada no início da manhã. Com tantas garrafas, copos, sacos plásticos, restos de comidas e urina na passagem, eles tiveram de optar por outro ponto para se exercitarem.

“Logo pela manhã equipes de limpeza pública foram direcionadas ao local para fazer a higienização. Rapidamente tudo foi resolvido. Espero que isso tenha sido um caso isolado”, finalizou o secretário.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: