Após ameaçar passageiros com faca, rapaz tem surto e quebra vidro de guichê na Rodoviária de Araras

2879
Ramon Rossi

Em Araras um morador teve um surto psicótico quando foi retirar uma passagem – que havia comprado pela internet – no guichê de atendimento da Viação Danúbio Azul na tarde da última quinta-feira (26) na Rodoviária “Padre João Modesti”.

Ele acabou se desentendendo com um funcionário no balcão porque havia reservado a poltrona de número 13 e não outra, que foi oferecida pelo colaborador, porque a 13, na verdade, estava com outro nome. Com a confusão, o homem esmurrou a janela de vidro, que desabou.

A Polícia Militar foi acionada e acabou levando o indivíduo até a Delegacia. Ninguém ficou ferido. O presidente do TCA (Serviço Municipal de Transportes Coletivos de Araras), que administra o local, conversou com o JC e disse que de fato, não há como agir de forma preventiva diante de um surto, mas também não nega as responsabilidades.

“Estamos negociando com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Civil parar deixar um agente o tempo todo aqui na guarita da Rodoviária. Vale ressaltar que viaturas da Guarda Civil Municipal rondam o local de dia e à noite e das 6h às 6h há um agente da Vepam (Vigilância Patrimonia) também, que ajuda na segurança”, comentou ele.

Na quarta-feira (24), a gestora da Rodoviária, Wanderly Amaral, chegou registrar um Boletim de Ocorrência sobre o mesmo indivíduo que estava ameaçando os passageiros com uma faca.

“Ele estava com outros dois rapazes incomodando uma família na área de embarque e desembarque e sem camisa. Como ali é um local público, existem regras a serem cumpridas. Os dois que estavam com ele foram embora, mas o indivíduo continuou ali e começou a bater boca com o pai de família. A GCM fez a abordagem e levou o cara até a Delegacia”, comentou ela.

Recentemente, a administração da Rodoviária cercou a área com câmeras Full Hd e montou uma central de monitoramento, onde o agente da Vepam dá expediente, além de trocar toda a iluminação externa do prédio.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: