Acisg busca melhorias para o comércio de Santa

106

Laura Tesseti

Segundo o presidente da Associação Comercial, é preciso que o povo de Santa Gertrudes incentive o comércio local
Segundo o presidente da Associação Comercial, é preciso que o povo de Santa Gertrudes incentive o comércio local

A Associação Comercial e Industrial de Santa Gertrudes existe desde 1993 e o intuito é dar todo o respaldo necessário às pessoas estabelecidas no município. Com o objetivo de fortalecer o comércio local, a Acisg luta para trazer, da melhor maneira possível, benefícios aos comerciantes de Santa Gertrudes.

“Empresários e empresas organizados, unidos através de uma entidade, tornam-se mais fortes, mais competitivos, ganham representatividade e conseguem resultados melhores. É com esta visão que a Associação Comercial e Industrial de Santa Gertrudes representa seus associados”, explicou o presidente da Acisg, Luiz Aparecido Basso.

Segundo José Ricardo Franzine, gerente comercial da associação, o trabalho desenvolvido nos últimos anos é voltado para o crescimento e o fortalecimento do comércio e indústria local e do cidadão gertrudense, procurando apoiar todas as entidades municipais e buscando parceiros para o fortalecimento da cidade.

Incentivar os munícipes a consumirem no mercado local também é um dos objetivos da Acisg. “Ao comprar no comércio local, promovemos o desenvolvimento do município, contribuindo para o aumento de novos postos de trabalho, recolhendo impostos municipais e gerando mais investimentos”, falou Basso.

A Associação Comercial e Industrial de Santa Gertrudes realiza campanhas promocionais para aproximar os consumidores do comércio local. “Realizamos cinco campanhas anualmente, buscamos fazer sempre parcerias para beneficiar todos que consomem aqui”, explicou Franzine.

Atualmente são 110 associados e o objetivo é que esse número cresça. “É muito importante o comércio fazer parte da Associação, pois unidos temos mais força e representatividade para novas conquistas, proporcionando cursos, palestras, feiras, treinamentos”, finalizou Basso.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: