Ação pede redução na tarifa em pedágio da Rodovia Limeira – Cordeirópolis

154

Vivian Guilherme

“É uma novela que se estende há muitos anos”, desabafa o vereador de Cordeirópolis, Alceu Guimarães, ao comentar sobre a Rodovia Dr. Cássio de Freitas Levy, que liga Cordeirópolis a Limeira.

Há muitos anos moradores das duas cidades pedem melhorias na via, que conta com um pedágio municipal. O pedágio local tem seus recursos direcionados para a administração de Limeira, que, segundo moradores da cidade de Cordeirópolis, não investe o valor arrecadado em melhorias para a rodovia.

O vereador Alceu explica que não há divulgação da arrecadação do pedágio e nem sobre a aplicação da verba, que deveria ser de 100% na recuperação, manutenção e melhorias da via. “Não pudemos, até hoje, ver a duplicação da rodovia, colocação de placas de identificação de quilômetros percorridos; a praça de pedágio está sucateada, não temos na praça do pedágio o sistema ‘Sem Parar’, além de falta de iluminação e telefone de emergência”, explica.

Os condutores pedem diminuição do valor cobrado de R$ 2,50 para R$ 0,60 e isenção de taxa para veículos das cidades
Os condutores pedem diminuição do valor cobrado de R$ 2,50 para R$ 0,60 e isenção de taxa para veículos das cidades

Com o registro de diversas queixas, a Promotoria de Defesa do Consumidor moveu ação civil pública pedindo à Justiça de Limeira, liminarmente, a redução da tarifa de pedágio de R$ 2,50 para R$ 0,60. O juiz Adilson Araki Ribeiro analisou os fundamentos do pedido e julgou procedente a ação, mas entendeu que o requerente deveria ser um consumidor, por isso não foi concedida liminar.

Para dar andamento ao processo, três consumidores protocolaram uma representação no Ministério Público. São eles Rodrigo Cesar Martins, de Limeira, e Alceu Guimarães e Anderson Antonio Hespanhol, de Cordeirópolis.

“Queremos como consumidores chamar a atenção para o descaso com esta rodovia, seus problemas e cobranças fora de propósito, também pedimos a redução de 76 % no valor do pedágio, rogando às autoridades pela diminuição do valor cobrado de R$ 2,50 para R$ 0,60 e possível isenção na cobrança para veículos com placas de Limeira e Cordeirópolis, reforçando ação do próprio MP de Limeira e a Ação Civil Pública que já havíamos registrado em 2011”, esclarece Alceu.

O documento foi protocolado na última terça-feira (18). Com mais de 370 páginas, a representação deve ser avaliada pelo MP e só depois ser encaminhada ao juiz. Em novembro de 2011 o Ministério Público já havia considerado a taxa alta demais.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: